[RESENHA] A Garota do Cemitério (Os Impostores #1)

Hey, pessoas!

Há algum tempo, nossa parceira, a editora Valentina, nos mandou um email de um lançamento em graphic novel perguntando se os blogueiros teriam interesse em resenhar. Eu, como sou aficcionada por quadrinhos desde muito pequena, não pensei duas vezes antes de conferir a história, e eu confesso que não me decepcionei. Vamos conferir as impressões de A Garota do Cemitério?

Os Impostores
TÍTULO: A Garota do Cemitério (Os Impostores #1)
AUTOR: Charlene Harris, Christopher Golden e Don Kramer
EDITORA: Valentina
NÚMERO DE PÁGINAS: 128 páginas
SINOPSE: Ela adotou o nome Calexa Rose Dunhill, inspirada numa lápide do sombrio ambiente em que acordou, ferida e apavorada, sem qualquer lembrança de sua identidade, de quem a jogou lá para morrer ou mesmo do porquê. Fez do cemitério o seu lar, vivendo escondida numa cripta. Mas Calexa não pode se esconder dos mortos – e, quando descobre que possui a estranha capacidade de ver as almas se desprenderem de seus corpos... Então, certa noite, Calexa presencia um grupo de jovens praticando uma sinistra magia. Horrorizada, testemunha o ato insano que eles cometem. Quando o espírito da vítima abandona o corpo, ele entra em Calexa, atormentando sua mente com visões e lembranças que parecem não ser dela. Agora, Calexa deve tomar uma decisão: continuar escondida para se proteger – afinal, alguém acredita que ela está morta – ou sair das sombras para trazer justiça ao angustiado espírito que foi até ela em busca de ajuda?

    

A Garota do Cemitério é uma graphic novel que faz parte da trilogia Os Impostores, já bem famosa lá nos states. Construída a três mãos habilidosas e conhecidas do público, nesta história vamos conhecer Calexa, uma garota misteriosa, que acorda num cemitério em um certo dia, sem lembrar nada do seu passado ou de como veio parar ali. Só o que a jovem sabe é que, de alguma forma, seu alerta de sobrevivência está ligado, e é por isso que, a partir daquele momento, ela passa a viver entre as lápides do cemitério, protegendo-se do que quer que esteja tentando encontrá-la. Para sua surpresa, no entanto, depois de presenciar um ritual macabro entre amigos, Calexa descobre uma habilidade um tanto quanto incomum: ela não só consegue ver as almas das pessoas deixando seu corpo, como pode se comunicar com elas. É assim que a garota é jogada dentro de uma situação que a deixa dividida entre fazer justiça ou continuar sobrevivendo isolada e oculta nas sombras.

Gostaria de começar dizendo que esta será uma resenha um pouco menor do que as que vocês estão acostumados a ver por aqui. Em virtude da novela ser bastante curta, pretendo evitar ao máximo dar detalhes minuciosos que possam entregar qualquer parte do enredo e acabar estragando a leitura para os que, assim como eu, detestam um spoiler. O que posso dizer é que a trama da novela é tão intrigante, que eu realizei a leitura em menos de duas horas! Isso mesmo, não consegui largar o livro antes de chegar ao final, e tenho certeza que o mesmo vai acontecer com vocês.

Logo de cara, somos jogados junto com a protagonista numa situação de extremo mistério, que permanece até o final do livro. Como é o primeiro livro da trilogia, existem muitas perguntas que ficam sem resposta no decorrer da leitura, mas eu acredito que isso já seja um gancho proposital para os próximos volumes. Em todo caso, mesmo sendo um livro introdutório a esse universo, o suspense e o clima de total falta de pistas deixa o leitor tão ou mais intrigado quando Calexa sobre o que aconteceu com ela e como ela foi parar naquele cemitério. De alguma forma, durante o enredo, os autores deixam implícito algumas informações, por isso a leitura precisa não só ser dinâmica, mas também bastante atenta.

Calexa é uma personagem cheia de discrição e muito mistério em torno de si. Aliás, se eu tivesse que descrever a protagonista com uma palavra, seria exatamente essa: mistério. Tudo nela é oculto e nebuloso, até pra ela mesma. O que fica claro através de suas ações é que seu caráter, ao contrário de sua vida, é claro e sólido: ela é uma verdadeira guerreira. Não digo isso apenas pela questão de sobrevivência, mas também pela forma como ela reage aos acontecimentos da trama. Mesmo cheia de receio e medo de ser capturada por quem quer que seja, a garota dá um jeito de fazer tudo de um modo que ela considera correto, e essa insistência no justo me conquistou de primeira. Passei a não só torcer pela personagem, mas também a desejar conhecê-la melhor, ter detalhes de sua história, pra poder entender um pouco mais sobre a criatura por trás de todo essas imprecisões.

Outro ponto importante para a história é a rapidez com que tudo acontece. São muitos eventos ao mesmo tempo, o clima é bastante frenético e não te deixa muito espaço pra respirar e acompanhar todos os acontecimentos. Particularmente, isso é um fator bastante positivo da obra pra mim, sempre gostei de enredos cheios e tensos, me deixam com ainda mais vontade de ler o livro. Além disso, por incrível que pareça, os autores conseguiram fazer os eventos girarem em torno da protagonista, apesar de envolverem outros personagens, tão interessantes quanto ela, sem nunca perder o foco, que é Calexa e suas verdadeiras origens.

A diagramação feita pela editora Valentina é um detalhe à parte, que merece muito reconhecimento. Além de figuras cheias de vida e cor, os diálogos e cenas foram muito bem distribuídos e souberam ocupar o espaço das páginas de forma extremamente contundente, o que, dentro de um gênero como graphic novel, é de importância gigante. A fonte escolhida foi pensada com cuidado, isso fica claro, e auxilia na hora da leitura. A textura do papel e as cores são outro ponto forte da edição e que nenhum leitor mais atento vai deixar passar em branco.

Finalizo essa resenha recomendando a todos o livro, tenho certeza que vocês vão se envolver com a história de Calexa tanto quanto eu e vão ficar doidos procurando pistas em todos os lugares possíveis. Abaixo vocês podem conferir algumas fotos da edição, só pra dar um gostinho a mais em quem ainda não tem seu exemplar:





Espero que tenham curtido a resenha, e se já conhecem o livro me contem suas impressões nos comentários também! Até a próxima postagem! 😚😚

0 comentários:

Deixe seu comentário