[RESENHA PREMIADA] 31: Profissão Solteira - Claudia Aldana

Hey, pessoas!

A resenha de hoje é de um livro que me surpreendeu de forma positiva do início ao fim. Conheçam e se divirtam com 31: Profissão Solteira, de Claudia Aldana!

31 Profissão Solteira
TÍTULO: 31: Profissão Solteira
AUTOR: Claudia Aldana
EDITORA: Primavera Editorial
NÚMERO DE PÁGINAS: 295 páginas
SINOPSE: Consuelo Aldunate parece ter tudo o que uma mulher quer: independência financeira, um bom grupo de amigos, um trabalho divertido, um guarda-roupa invejável e um apartamento top. Mas Consuelo quer uma coisa que para muitas mulheres pode soar básico. Um acessório difícil de conseguir, embora pareça estar em toda parte: um homem. Exigente, ela não quer qualquer homem; quer um próprio, privatizado e que possa mostrar a todos. Por isso arregaça as mangas e sai à procura de um namorado por todos os lugares onde possa haver homens interessantes e disponíveis. Nessa busca, entre drinques e encontros insólitos, a anti-heroina vai descobrindo que é difícil deixar de ser solteira. Com humor inteligente, a personagem mostra que por mais que esteja na moda ser single, há momentos em que daria tudo para ter alguém esperando por ela em casa.

     

Claudia Aldana é uma jornalista chilena que fez um sucesso estrondoso com uma coluna que voltava-se para as solteiras. Essa coluna, publicada em um jornal, alcançou um público tão grande que a autora ganhou diversos fãs, que até mesmo correspondiam-se com ela por cartas, e-mails ou qualquer outro meio. É exatamente por conta destes fãs que surgiu esse livro. Ele nada mais é do que uma coletânea que contém todas as crônicas publicadas dentro desta coluna pela autora, ou seja, é uma compilação de todos os textos que ela escreveu para o jornal.

A Primavera Editorial, nossa linda editora parceira, trouxe ao Brasil esse fenômeno literário do Chile, e é claro que eu não poderia perder essa oportunidade de conferir uma obra de sucesso internacional! E eu não poderia concordar mais com os fãs de Aldana: a mulher é mesmo tudo de bom!

Nestas crônicas conhecemos Consuelo Aldunate, uma mulher de 31 anos que aparentemente tem uma vida incrível: um emprego divertido, amigos que estão sempre ao seu lado, sua própria casa, tudo que uma mulher deseja. Porém, no quesito amoroso, Consuelo é um verdadeiro desastre ambulante. Só consegue escolher os homens errados, e se mete em enrascadas a cada encontro, mas é óbvio que, apesar de trágico para ela, nós leitores temos aqui um prato cheio para boas gargalhadas!

Eu simplesmente me encantei com a ideia de uma coluna que se dirigisse às solteiras de plantão, com a qual elas conseguissem se identificar e ao mesmo tempo reconhecer-se ali dentro, naquela personagem. E esse livro, reunindo todos os textos publicados, me pegou de jeito! A autora não só cumpre o que se propõe, mas vai muito além disso: ela consegue fazer todos nós nos enxergarmos na Consuelo, vermos nossas dificuldades, confusões, defeitos, qualidades, encrencas, complicações, tudo isso personificado na personagem que protagoniza essas crônicas. Este foi um ponto central para que eu me envolvesse com o livro ao ponto de não conseguir largá-lo, e querer mais logo após a última linha. Eu ri (muito) com Consuelo, chorei com ela, sofri com ela, ri ainda mais, amei com ela e também odiei com ela, além de querer me esconder pelas situações em que ela se metia em muitas ocasiões.

Consuelo é o retrato da mulher moderna: independente, bem resolvida, ao mesmo tempo em que ela é forte e segura de si mesma, carrega consigo um lado frágil cheio de imperfeições que fazem a sua inseguranças brotar como em qualquer uma de nós, em algum momento das nossas vidas. Ela é extremamente competente no que faz, tem seus amigos como grandes irmãos, possui um enorme coração, e um dedo podre que sempre a coloca em situações embaraçosas. Mas nem por isso Consuelo desiste de encontrar sua alma gêmea, sua metade da laranja, ou perde a postura diante de todas as dificuldades que a vida impõe. É incrível o modo como eu me senti ligada a ela, como me identifiquei e me senti extremamente representada por essa mulher indomável que só quer ser amada e se sentir querida. Consuelo é minha melhor amiga desde o início do livro, e acho que vou lembrar de seus conselhos e confusões para sempre!

A organização do livro foi uma bela sacada da autora, a linha cronológica é impecável, e é quase como se estivéssemos acompanhando uma narrativa contínua ao invés de crônicas semanais. Temos uma introdução, onde conhecemos a protagonista e seu grande problema com o amor, além de seu emprego, sua características e seus grandes amigos. Temos um desenvolvimento, em que acompanhamos toda sua desenvoltura e confusões armadas por conta da sua ineficácia com o sexo oposto. E temos, sim, uma espécie de desfecho, diferente do que estamos acostumados. Essa forma de organização nos faz sentir próximos da protagonista, é como se fôssemos amigos dela, conhecendo sua vida privada desde o início, acompanhando cada passo.

Outra sacada genial da autora dentro do livro é a forma irreverente e quase interativa de dar voz a sua personagem. A linguagem utilizada pela Consuelo, ao mesmo tempo que cabe perfeitamente dentro de um texto escrito, também tem pitadas de oralidade, que acabam deixando-a muito menos formal e mais cotidiana, como se estivéssemos em uma troca de confidências entre amigas, de verdade. Esse detalhe em especial auxilia e influencia diretamente na apreensão do público, no envolvimento do leitor, fazendo com que ele se sinta quase um personagem dentro da narrativa, pela forma como participa ativamente das situações, conhecendo cada detalhe delas, identificando-se e ao mesmo tempo se divertindo.

Aliás, esse turbilhão de sentimentos é contínuo durante todo o livro. Aldana tem uma forma gostosa de escrita, uma maneira de dizer as coisas que desperta em nós diversas sensações. Ao mesmo tempo em que ela nos diverte, nos faz gargalhar, nos faz sofrer e torcer pela Consuelo, ela também, indiretamente, está nos dando pistas, conselhos, como uma mãe ou uma boa amiga faria. É como se ela própria estivesse ali, ao nosso lado, contando-nos através de Consuelo que a vida real não é justa, mas pode ser muito linda se dermos uma chance.

A diagramação da editora está ótima, nada muito exagerado, priorizando o texto em si, as palavras escritas naquelas páginas. A capa condiz com o que o conteúdo nos apresenta, e eu consigo enxergar o espírito alegre da protagonista nela. Não encontrei erros de revisão e a fonte escolhida auxilia muito na leitura.

Ao final desse resenha posso dizer que fui completamente abduzida ao mundo de Consuelo Aldunate. Ficou difícil pra mim, depois de ler todas essas crônicas, acreditar que ela é apenas uma personagem fictícia. Porque, na minha visão, existem "Consuelos" em cada esquina, esperando com uma novidade, uma nova história, que sempre nos envolverá de alguma maneira. Ela pode ser uma amiga, uma conhecida, uma colega de trabalho ou faculdade, até mesmo uma prima distante, mas sempre terá no espírito essa persistência, e sempre nos fará reacreditar quantas vezes for preciso que o verdadeiro amor pode chegar a qualquer momento, mesmo depois de todas experiências constrangedoras e embaraçosas pelas quais passamos, e que são necessárias para que reconheçamos o nosso cara certo quando ele chegar.

E depois de todo esse discurso cheio de clichês fofos e românticos, é claro que eu não poderia deixar vocês de fora desse universo maravilhoso da Consuelo, afinal, vocês são meus viajantes preferidos! Por isso, em parceria com a Primavera Editorial, vocês terão a chance de levar para casa um exemplar de 31: Profissão Solteira, e ter uma Consuelo só para vocês! Não é demais? Para não perder a chance, se liguem nas regrinhas!


- Deixar um comentário nesta postagem, avisando que está participando da promoção, contendo seu nome de seguidor, perfil do Facebook e e-mail válido para contato;
- Ter endereço de entrega em território nacional;
- Preencher corretamente os itens obrigatórios no formulário abaixo. Assim que todos estiverem devidamente preenchidos, serão liberados itens extras, que vocês não precisam preencher, mas darão maiores chances no sorteio;
- A promoção começa hoje, 03/02/16, e se encerra em 03/03/16;
- O resultado sairá em até 4 dias após o encerramento do sorteio, e o vencedor será anunciado através do página do blog no Facebook;
- O ganhador será contatado por e-mail e deverá enviar seus dados para envio em até 48 horas após o resultado da promoção ser divulgado, caso contrário o sorteio será refeito;
- O blog não se responsabiliza por extravio dos Correios ou erro no endereço;
- Perfis fakes ou exclusivos para promoção serão descartados, e o candidato será eliminado.

a Rafflecopter giveaway

Boa sorte a todos! Até a próxima postagem!

Beijos!

2 comentários:

  1. O nome do livro me chamou atenção, gostei da premissa e sua resenha ficou ótima. Consuelo é o tipo de mulher forte que queremos conhecer nos livros e filmes hoje em dia.

    giddsantos@gmail.com
    https://www.facebook.com/giddsantos
    Giovana Santos

    ResponderExcluir
  2. Já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse, e agora depois de ver essa resenha fiquei ainda mais ansiosa em conferi essa história que parece mesmo ser excelente.

    ResponderExcluir