[PRIMEIRAS IMPRESSÕES] Dez Coisas Que Aprendi Sobre o Amor - Sarah Butler

Hey, pessoas!

Hoje recebi um e-mail do editorial da Novo Conceito com uma prova do mais novo lançamento, Dez Coisas Que Aprendi Sobre o Amor, da autora Sarah Butler. Essa degustação possuía vinte e uma páginas, e óbvio que eu já li. Agora vim contar um pouco sobre as primeiras impressões que tive do título para vocês, vamos conferir? 



Título: Dez Coisas Que Aprendi Sobre o Amor
Autor: Sarah Butler
Número de Páginas: 256 páginas
Sinopse: Por quase 30 anos, quando a brisa de Londres torna-se mais quente, Daniel caminha pelas margens do Tâmisa e senta-se em um banco. Entre as mãos, tem uma folha de papel e um envelope em que escreve apenas um nome, sempre o mesmo. Ele lista também algumas coisas: os desejos e o que gostaria de falar para sua filha, que ele nunca conheceu. Alice tem 30 anos e sente-se mais feliz longe de casa, sob um céu estrelado, rodeada pela imensidão do horizonte, em vez de segura entre quatro paredes. Londres está cheia de memórias de sua mãe que se fora muito cedo, deixando-a com uma família que ela não parece fazer parte. Agora, Alice está de volta porque seu pai está morrendo. Ela só pode dar-lhe um último adeus. Alice e Daniel parecem não ter nada em comum, exceto o amor pelas estrelas, cores e mirtilos. Mas, acima de tudo, o hábito de fazer listas de dez coisas que os tornam tristes ou felizes. O amor está em todas as partes desta história. Suas consequências também. Sejam boas ou más. Até que ponto uma mentira pode ser melhor do que a verdade?

A história nos apresenta a Daniel e Alice, duas pessoas completamente diferentes, que tem em comum apenas o hábito de fazer listas de coisas que os deixam tristes ou felizes. Daniel é um mendigo que caminha pelas ruas com uma carta na mão, sempre com o mesmo nome: o de sua filha, que ele não conhece. Alice é uma jovem do mundo, que se sente melhor longe de sua própria casa, pois ela lhe traz lembranças de sua mãe, que a deixou muito cedo. Alice não se sente parte da família a qual pertence, e só volta para casa por sentir-se obrigada, visto que seu pai está em fase terminal, por conta de uma doença que lhe acometeu. O que essas duas pessoas têm em comum não sabemos, mas suas vidas marcadas por perdas e sofrimentos vão um dia se encontrar.

O que eu posso dizer é que a história me pareceu completamente envolvente. As primeiras vinte e uma páginas passaram tão rápido que eu nem percebi ter chegado ao fim. Adorei a premissa do livro, acho que a forma como a autora construiu seus personagens os torna extremamente reais. A narrativa é intercalada entre os dois protagonistas, o que nos possibilita conhecer melhor os sentimentos, dúvidas e medos de cada um deles, e nos aproximar ainda mais do enredo.

A linguagem utilizada pela autora tem algo de poético que a torna comovente. Além das histórias de vida emocionantes dos dois personagens principais, a maneira como Sarah expressa isso em suas palavras faz tudo parecer ainda mais atraente. A sensibilidade que há em cada trecho é muito forte, quase palpável, e isso consegue mexer com o emocional do leitor, mesmo nessas primeiras vinte páginas.

Posso dizer que os protagonistas já me conquistaram, cada um à sua maneira, mas ainda não me sinto preparada para julgá-los ou rotulá-los de alguma forma, até porque, acredito que eles não possam ser definidos, porque são muito humanos, muito mais do que pessoas fictícias. Eles tem características que poderiam aproximá-los de pessoas que conhecemos, e até de nós mesmos, e isso é o mais incrível e o mais complexo que existe ali.

Com relação a elementos diferenciados que existem na narrativa, preciso dizer que adorei a inserção das listas. Também sou muito fã delas, e posso compreender o fascínio dos personagens por isso. A cada início de uma nova parte no livro, temos uma lista, sobre coisas cotidianas, do dia-a-dia, coisas que, muitas vezes, passam despercebidas aos nossos olhos. Os detalhes que são colocados em cada item dessas listas me fascinaram, por serem simples e tomarem um significado tão grande na vida de cada um dos protagonistas.

A diagramação, como sempre, está de arrasar. A capa é linda, com cores harmoniosas, e imagens que combinam e encaixam perfeitamente na história narrada. As páginas estão cheias de detalhes, demarcando cada mudança de cenário ou tempo, todos muitos delicados e simples, mas lindos. A fonte é agradável à leitura, e as listas possuem uma letra diferenciada do restante do livro. Novo Conceito sempre fazendo um trabalho impecável!

Abaixo vocês conferem uma lista das dez coisas que eu já consegui aprender sobre esse sentimento tão eternamente desejado.


1. O amor não tem regras: não se ama por raça, cultura, gênero, religião, costumes, idade ou crenças. Só se ama!
2. O amor é surpreendente e imprevisível, e chega sempre sem avisar.

3. O amor é o único sentimento capaz de curar qualquer dor.

4. O amor não é egoísta.

5. O amor faz com que pensemos mais no outro do que em nós mesmos.

6. O amor é dolorosamente incrível.

7. É impossível fugir dele.

8. Não existem fronteira ou limites para o amor.

9. O amor é a real forma de felicidade.

10. Nunca conseguiremos definir o amor completamente.

Acredito que esse livro seja um dos mais especiais deste ano. Gosto muito de leituras comoventes, que de alguma forma mudam nossos conceitos e pensamentos sobre coisas banais, transformando-as em detalhes inteiramente importantes e fundamentais em nossos dias, e este me parece pertencer a esse seleto grupo de obras que nos marcam sempre. Estou ansiosa por conhecer o desfecho desta história sensível e emocionante, e espero que o livro continue com essa mesma pegada sentimental e emocional que teve desde o início. Logo venho contar minhas impressões finais sobre ele para vocês, fiquem ligados! Até a próxima postagem!

Beijos 

[DIVULGAÇÃO] Amanda Ághata Costa agora é Arwen!

Hey, pessoas!

Hoje eu vim aqui trazer uma notícia mais que especial a todos vocês! A nossa querida autora parceira, Amanda Ághata Costa, assinou contrato recentemente com a editora Arwen, e terá seus livros publicados! Não é o máximo?

Para quem lembra, a Amandinha era uma autora independente, e quando fechamos parceria eu trouxe a resenha do primeiro volume da trilogia A Escolhida, fantasia nacional que se tornou um dos meus livros preferidos, de cabeceira, posso dizer. Para vocês que não lembram, confiram a resenha aqui, e abaixo fica a sinopse e capa desse livro!

A Escolhida

Sinopse: Em uma cidade repleta de pessoas desconhecidas, Ari poderia ser apenas mais uma garota dispersa na multidão, como tantas outras que foram abandonadas pelos pais desde a infância. Devido à sua aparente doçura e beleza, ninguém seria capaz de supor que, além de um anjo, ela também é um demônio com sede de poder. Os espertos deveriam manter-se distantes, mas há olhares que não deixam de admirá-la. Egran não desperdiçaria a chance de apoderar-se de habilidades tão interessantes: ela é a escolha perfeita. Entretanto, nem todos se sentem realizados. O círculo seria um refúgio ideal para os demais feiticeiros, se o próprio líder não os tratasse como marionetes descartáveis. Movidos pelo medo e controlados pelo mestre, os componentes do grupo obedecem, sem pestanejar, às ordens recebidas. Ao se ver arrastada para lá, Ari se encontra diante de situações improváveis, arriscando-se a expor mais do que gostaria. Para ela, sentir é algo que sempre esteve fora de seus limites. Não poderia vivenciar qualquer forma de emoção, esta era a promessa. Até que Luke surge em seu caminho e abala as estruturas congeladas, derretendo-as e modelando novos conceitos. O amor realmente fará brotar a alegria? Ou irá arrastá-la diretamente para a morte? O passado obscuro de Ari será o suficiente para fazê-la estilhaçar de uma vez por todas, não restando oportunidades para uma nova tentativa de se isolar do mundo.


Eu já contei e falei muito sobre o que eu senti ao ler este livro. A Amandinha acabou virando mais do que uma autora parceira, ela é uma das melhores amigas que tenho hoje em dia, e posso dizer que exatamente por isso fico extremamente contente com a conquista dela. O sonho da Amanda era ter sua obra nas mãos de milhares de leitores, e o primeiro passo para essa vitória já foi dado. Eu estou completamente orgulhosa, e não caibo em mim de tanta felicidade ao saber que vou ter a minha trilogia completa na estante daqui a pouco tempo. A Amandinha, só afirmo o que já disse a ela própria: esse reconhecimento e sucesso é apenas mais uma prova de seu talento, e uma gratificação a todo esforço, carinho, atenção e amor que ela dá ao livro e aos seus leitores. A editora Arwen, quero dar meus parabéns, afinal, acabaram de trazer uma escritora e tanto para o seu time. Tudo o que espero agora é que a reedição de A Escolhida venha logo, e que a história alcance ainda mais leitores no mundo todo, porque Ari e Luke realmente merecem ser conhecidos!

Até a próxima postagem!

Beijos 

[PARCERIA + PROMOÇÃO] Blog Leitores Divergentes

Hey, pessoas!

Esses dias atrás recebi uma proposta de um blog super simpático, que tem tudo para ser um sucesso, sobre a formação de uma parceria. É claro que eu topei, e hoje venho apresentar a vocês o Leitores Divergentes!


Leitores Divergentes

Leitores Divergentes é um blog literário criado em 21/07/2015, tendo sua primeira publicação no dia 22. O nome surgiu do conceito do blogueiro de que todos os leitores não devem se prender apenas a um gênero literário. O intuito do blog é mostrar aos leitores que todos os gêneros são boas escolhas de leituras. Com resenhas de livros nacionais o autor pretende fortalecer os laços dos leitores com os escritores do mesmo país.

Bem-vindo ao nosso time, Leitores Divergentes, eu espero que essa parceria seja cheia de sucesso e muito crescimento de ambas as partes! Saiba que o Livros Viajantes sempre estará disposto a auxiliá-los no que for preciso!



Para comemorar a parceria tem surpresa para vocês! Sim, isso mesmo, a parceria é nossa mas quem ganha o presente são nossos queridos leitores! E dessa vez vocês poderão levar pra casa dois livros incríveis, e colocar ainda mais histórias em suas coleções! Quer saber como? Se liga nas regrinhas aí embaixo!

- Ter endereço de entrega no Brasil;
- Preencher corretamente as opções do formulário Rafflecopter. Qualquer erro acarretará na desclassificação do participante;
- Deixar um comentário nesta postagem com nome de seguidor + perfil do Facebook + e-mail válido para contato;
- O sorteio começa dia 27/07 e se encerra em 20/08;
- O ganhador será comunicado por e-mail e terá um prazo de 48 horas para responder à mensagem com seus dados para envio. Se isso não ocorrer, será realizado um novo sorteio;
- Os blogs ficam encarregados do envio dos prêmios, mas não se responsabilizam por qualquer extravio dos Correios ou dado errado por parte do participante. Se precisar ser feito o reenvio do livro, o próprio vencedor arcará com os custos do frete;
- Perfis fakes ou criados especialmente para promoções serão desclassificados.

a Rafflecopter giveaway

Fácil, não? Então não perca tempo e entre nesta festa você também! Que a sorte esteja sempre a seu favor!

Beijos 

[RESENHA EM PARTES] O Mistério da Garota Sangrenta - Patrícia Maiolini

Hey, pessoas!

Recentemente, fechei parceria com uma escritora linda que me procurou no e-mail, e me apresentou da forma mais gentil possível a sua obra, no Wattpad. Como a história ainda não está publicada por completo lá no site, decidi que seria mais interessante fazer uma resenha 'em partes'. Calma que eu explico: serão postagens semanais sobre a história, e a cada semana vocês conhecerão duas partes do enredo. Farei meus habituais comentários, destacarei todos os pontos fortes e os que precisam ser melhorados, será uma resenha (quase!) normal, mas acredito que dessa forma possibilito a programação da autora para publicação dos capítulos, e o próprio conhecimento mais a fundo dos leitores, a fim de despertar o seu interesse na trama. Sem mais delongas, vamos conhecer O Mistério da Garota Sangrenta e nos aventurar nesses segredos juntamente com a autora Patrícia Maiolini!



Sinopse: O que aconteceria se você se mudasse para uma casa assombrada por espíritos? Você acreditaria que eles existem ou acharia que é apenas a sua imaginação? É o que acontece com as gêmeas Katherina e Charlotte Collins que se mudam para uma casa, onde ocorrem eventos sobrenaturais... Objetos levitando, aparições, um álbum de época, assassinatos de animais e pessoas e um diário que revelará muitas descobertas são apenas alguns acontecimentos ocorridos nessa estadia macabra. Será que é apenas a imaginação das duas ou elas realmente correm perigo ao viver ali? Você entraria na casa, mesmo sabendo que pode nunca mais sair?
Gênero: Terror / Sobrenatural / Suspense
Link para Wattpad

Nesta primeira postagem, vocês conhecerão minhas impressões sobre o prólogo e o primeiro capítulo da história, exatamente nesta ordem.

Sobre o prólogo, posso dizer que ele foi muito bem montado. A minha ideia com relação a esta parte fundamental numa trama é que ela precise apresentar os personagens, e deixar no ar aquele suspense, para que o leitor continue querendo saber o que acontece com eles ao decorrer da leitura. E foi exatamente isso que a Pati fez! Posso dizer que o clima misterioso está muito presente ali! Este trecho da obra é bem curto, e isso influencia muito para que o leitor fiquei ávido por maiores informações. Acredito que a autora soube lidar extremamente bem com as expectativas de que estiver lendo, e soube, a maneira mais incrível, prender a nossa atenção em tão poucas palavras.

No primeiro capítulo, temos as nossas protagonistas, Charlotte e Katherina, de mudança para a sua nova casa, a fim de ficarem mais próximas da faculdade. A mãe das meninas também aparece aqui, e percebemos que ela é uma personagem bastante comum, tem todas as características encontradas em mães reais, inclusive a facilidade em dar ordens e guiar suas filhas ao objetivo, que, no caso, é a mudança. Katherina e Charlotte, logo de cara, passam por uma experiência no mínimo bizarra, e isso já deixa o leitor completamente alerta. A ação começa desde o princípio da história, juntamente com o mistério em torno de todos os acontecimentos, e eu devo admitir que isso muito me agrada.

Não posso dizer que o achei das personalidade de cada uma das protagonistas, pois preciso de um pouco mais de tempo e história para chegar a essas conclusões. E também não é possível falar muito sobre as partes da obra sem soltar um spoiler que estragará completamente a leitura. Só o que posso afirmar é que as primeira impressões sobre a escrita da Pati foram as melhores! Ela escreve de forma natural, sem erros ortográficos e de uma maneira que consegue conectar o leitor e levá-lo às situações vivenciadas pelos personagens. Esse detalhe num autor é extremamente importante, e devo adiantar que talento é o temos de sobra por aqui!

Abaixo, só pra aguçar ainda mais a curiosidade de vocês, está o book trailer da história, com o mesmo clima de suspense e mistério que ronda o enredo!



Fiquem ligados, porque na próxima semana as postagens sobre O Mistério da Garota Sangrenta continuam, e eu tenho a leve impressão de que muitos segredos ainda serão revelados! Se, assim como eu, você quiser continuar com a história hoje mesmo, pode acessá-la no Wattpad e ler gratuitamente através desse link aqui. Mas não deixe de vir compartilhar sua opinião comigo, hein? Até a próxima postagem!

Beijos 

[RESENHA] O Retorno de Elizabeth Torny - Tatyane Nicklas

Hey, pessoas!

A resenha da segunda cortesia enviada pelo nosso parceira, o Selo Métrica, da editora Tribo das Letras, é de uma fantasia nacional, cheia de paranormalidade e sedenta por te arrebatar. Venha conhecer O Retorno de Elizabeth Torny, de Tatyane Nicklas!

elizabeth

TÍTULO: O Retorno de Elizabeth Torny
AUTOR: Tatyane Nicklas
EDITORA: Métrica
COMPRAR
SINOPSE: Durante quinze anos os moradores cidade de Palmertorny, mas, com a chegada de uma bela jovem paranormal, esse segredo está ameaçado, e a punição pelo mal que causaram no passado está por vir. Envolvente e excitante, O Retorno de Elizabeth Torny traz uma história cheia de suspense e drama, mas com boas pitadas de humor e sem faltar um bom e atribulado romance. Com uma linguagem jovem e dinâmica, prende o leitor à história, trazendo-lhe sensações novas a cada capítulo. Diferentes culturas, opiniões conflitantes, crenças diversas: tudo isso acaba levando as pessoas para o inevitável “pré-conceito” daquilo que não conhecem. Um livro capaz de nos transportar para o sobrenatural, que aborda o tema polêmico da paranormalidade e nos faz refletir: Em que realmente acreditamos? Acordar de uma noite de pesadelo, pode significar vivê-los. Elizabeth Torny não nasceu assim, a tornaram assim. Dizem que o amor liberta-nos da dor, de toda mágoa e todo rancor, dizem... Elizabeth Torny, a chave entre a vida e a morte, o sonho e a realidade. Não procure saber da verdade.



Elizabeth Torny é uma paranormal extremamente poderosa. De seus pais, ela herdou todos os dons, duas boas almas que sempre preocuparam-se em ajudar os outros e viver em paz. Para isso, fugiram da cidade onde ninguém conseguia entender seus poderes, chamando-os de feiticeiros, e fundaram seu próprio povoado, acolhendo aqueles que vinham até eles com proposta de trabalho em troca de terras, moradias e comida. Esse mesmo povo que os Tornys ajudaram em seu povoado de Palmertorny foi quem os traiu. Quando Elizabeth ainda era muito pequena, seus pais foram inocentemente assassinados, e a menina caiu num sono profundo, por anos, período que ficou sobre a proteção de sua avó. Depois dessa quase morte, Elizabeth retorna, com uma ânsia por vingança crescente em seu peito. Agora, a cidade de Palmertorny e seus habitantes sofrerão as consequências de seus atos passados. Porque Elizabeth está disposta a tudo para honrar o nome de seus pais, e não terá nenhuma piedade.

Quando comecei a ler o livro, confesso que estava extremamente empolgada. E essas expectativas altas sempre acabam por me deixar um tanto frustrada ao fim da leitura. Não foi diferente desta vez.

O livro tem diversos pontos positivos. Quero começar dizendo que eu adorei os elementos paranormais que a autora inseriu em seu enredo. Todas as transfusões de corpos, as viagens da alma de Elizabeth enquanto o corpo físico permanecia intacto, o controle da mente de outras pessoas apenas com o pensamento, tudo isso me deixou fascinada. Confesso que esse foi exatamente o motivo para eu decidir ler o livro. Uma parte de mim é completamente vidrada nesses aspectos, e aqui, neste título, eles aparecem aos montes, para nenhum fã colocar defeito. Além disso, a premissa do livro é bastante diferenciada. Particularmente não conheço nenhuma outra obra que siga essa mesma linha, e isso é algo positivo demais. Sempre prezo pela originalidade quando escolho minhas leituras, acredito que isso exija uma capacidade maior do leitor, e, ao longo do livro, fica claro que Tatiane é dotada do dom da escrita, porque a leitura flui e transcorre infinitamente bem, nem percebi o passar das páginas.

Quanto aos personagens, Edward é o mocinho da história, e eu me encantei por ele. Sua história de vida não é das mais bonitas e a forma como ele conseguiu tornar-se a pessoa incrível que é mesmo com todos esses contras me deixou admirando-o profundamente. Ele é amoroso, principalmente com sua mãe, é leal ao seu melhor amigo, é carinhoso, cuidado e protetor, mesmo com uma desconhecida, no caso de Elizabeth. Além disso é divertido e bonito, o que são bônus bem interessante, se é que me entendem! Outro personagem que se destaca no enredo é Jenifer, a garota (lê-se vaca) que é apaixonada por Edward e não mede esforços para conquistar sua atenção. Ela me irritou, e como me irritou. Eu fiquei com uma vontade imensa de entrar no livro e esfregar aquilo que ela chama de cara no asfalto. Sinceramente, não imagino ninguém reunindo mais características do que ela para se tornar intragável: ela é petulante, egoísta, fútil, superficial, e, por incrível que pareça, nunca tem nada de bom para dizer. Enfim, eu a odiei do começo ao fim e acredito que ela nem mereça um grande espaço nessa resenha. Ponto para a Tatiane, afinal, os personagens precisam mesmo despertar algo no leitor, mesmo que seja o seu instinto assassino!

Elizabeth foi, e ainda é mesmo depois do término da leitura, uma incógnita para mim. Eu confesso que não consegui compreender muito bem a garota. Tudo bem, entendo que não é nada fácil ter seus pais arrancados de você, e ser privada de toda a convivência com eles, sem contar o fato de dormir por anos e, depois de acordar, ter apenas a vingança como perspectiva para sua vida. Mesmo assim, ela foi um tanto rude demais para mim. Me entendam: com certos personagens, eu acredito que ela não precisava ter sido tão odiosa. Elizabeth estava completa e inteiramente focada no seu plano diabólico para vingar a morte de seus pais, e não conseguiu ao menos se permitir viver além disso, passando por cima de tudo e de todos sem se importar com os sentimentos ou afeições de ninguém. Me julguem como quiserem, mas eu não consegui achar isso certo, apesar de compreender até certo ponto as atitudes da garota.

Outro aspecto que eu curti muito no livro foi o capítulo dedicado especialmente ao passado de Elizabeth, e às razões para toda a vingança, que a autora dedicou. Eu achei completamente esclarecedor! Desde o início fica claro que Elizabeth perde seus pais de forma cruel e injusta, mas eu senti aquela vontade ardendo por dentro de conhecer os detalhes íntimos desta história. Foi uma agradável surpresa a autora ter nos brindado com esses fatos, pois assim o leitor pode conhecer mais de perto toda a situação, bem como os pais de Elizabeth, que eu admito, são pessoas incríveis e estritamente boas, que só queriam viver sua vida e ajudar os outros a seguir com as deles. Não pude deixar de sentir compaixão pela garotinha que ficou desamparada desde pequena, e cheguei a agradecer sua avó, por sempre estar ao lado dela e não deixá-la ainda mais sozinha.

Agora, vamos ao motivo das minhas três estrelas. Ele é bem simples, na verdade. Para mim, a autora inseriu muitos elementos, muitos personagens, num curto período de tempo e espaço dentro do livro. Vou me explicar melhor: enquanto lia, eu não consegui digerir certos episódios com facilidade, porque todos eles se passavam muito rápido. Alguns detalhes ficaram obscuros no meu ponto de vista, e isso acabou gerando lacunas incompreensíveis, por mim, dentro do enredo. O grande intervalos de tempo desde a morte dos pais de Elizabeth até o seu ressurgimento, por exemplo, é algo sobre o qual nós, leitores, ficamos à deriva, sem nenhuma informação a respeito do que aconteceu ali. Eu entendo que talvez isso não fosse necessário, e autora julgou mais interessante ir direto ao ponto central, que era o motivo do retorno da nossa protagonista. Mas mesmo ali muitas coisas foram deixadas em segundo plano. As passagens de um dia para o outro se deram ligeiras, e eu fiquei com a impressão de ter perdido algo. Para mim, a grande questão é: existia muita trama, muitos elementos, muitos personagens, muita história para ser contada e descrita num livro tão curto. Eu espero que a continuação me traga algumas respostas que eu não tive nesse livro. Quem sabe não tenha sido essa a intenção da autora, não é? Esconder o jogo, para que nós fiquemos roendo as unhas, apreensivos por mais. Grande estrategista, Tatiane! Mas, pelo menos até o próximo livro, as pontas soltas ainda vão me incomodar um pouco.

A diagramação da editora é um show à parte: eu nunca tinha visto páginas tão lindas como as desse livro, elas tem uma textura floral ao fundo, e isso deixa a arte gráfica extremamente bonita e delicada. A capa combina muito com o enredo do livro, foi exatamente assim que eu imaginei Elizabeth a partir das descrições dadas pela autora. Encontrei alguns erros de revisão, mas nada que impeça a leitura agradável do título.

Para finalizar a resenha, quero deixar bem claro que a leitura valeu, sim, a pena, apesar dos pontos não tão positivos que eu encontrei. Posso dizer que o livro muito mais me agradou do que me deixou chateada, e isso é uma grande conquista, porque eu me considero uma leitora definitivamente exigente. A pitada de mistérios, a paranormalidade, o humor ácido da protagonista, e até o clima de romance que surge em alguns momentos tornam a leitura muito prazerosa e marcante, e eu posso afirmar que estou ansiosa para o segundo volume. E vocês, já leram ou tem vontade de ler o livro? Me contem nos comentários, não esqueçam! Até a próxima postagem!

Beijos 

[DIVULGAÇÃO] Mascarado, de Thiago Monteiro

Hey, pessoas!

O nosso parceiro, selo Métrica, está cheio de lançamentos incríveis e hoje eu vim apresentar mais um deles para vocês: o livro Mascarado, de Thiago Monteiro, promete dar o que falar! Confiram abaixo algumas informações importantes sobre o título!



Sinopse: No Vilarejo de Hamles existem muitos mistérios. Ele aparentava ser apenas um povoado como todos os outros da região, porém, um homem mascarado passa a tirar a paz e o sono dos moradores após um assassinato sanguinário. Elisa, uma jovem camponesa, passa a ser criada apenas pelo pai depois que sua mãe, Sarah, fôra brutalmente assassinada. Sua morte comove os moradores, e todos acreditam que o assassino de Sarah também seja o Mascarado. O homem misterioso, acusado de ter cometido muitos outros assassinatos, fez com que Sarah tivesse a morte mais cruel de toda a história do Vilarejo de Hamles. No entanto quando Elisa vai até a mata alertar seu pai que o Mascarado está rondando a região novamente, o caminho dos dois se cruzam e esse encontro faz com que os segredos de cada morador que ali existe comecem a ser revelados. Uma história onde as mentiras podem ser mais perturbadoras do que os piores pesadelos.
Data de Lançamento: 11/09
Degustação - Evento no Facebook

E aí, dá ou não uma vontade tremenda de descobrir logo todos esses segredos e desvendar o mistério do Mascarado? Lembrando que o lançamento acontece numa sexta-feira, durante a Bienal do Rio de Janeiro, no Riocentro (P20 - Pavilhão Verde), estande da Editora "Tribo das Letras", que terá horário estipulado entre as 17:00 e 19:00 horas, contando com sessão de autógrafos. Então, é impossível perder! Anotem na agenda!

Beijos 

[PARCERIA] Autora C. A. Saltoris

Hey, pessoas!

É com imensa alegria que eu venho anunciar mais uma parceria aqui no Livros Viajantes! Desta vez é com uma autora super talentosa e simpática, que acolheu o blog muito bem e que eu tenho a honra de ter em nosso time. Como estava extremamente curiosa com relação ao seu livro, posso dizer que a parceria foi muito comemorada! Mas agora chega de papo e vamos ao que interessa realmente. Conheçam um pouco mais sobre a linda C. A. Saltoris!

Ariane_DeMelo_05 - Kopie

C.A. Saltoris é uma atriz, diretora e jornalista carioca. Hoje quase tão alemã quanto brasileira. A autora iniciou sua vida artística cedo, aos onze anos subia nos palcos e já aos doze, ela recebia seu primeiro prêmio literário, de poesia, aos dezesseis, seu primeiro prêmio de melhor texto, por uma peça teatral, em um festival no Rio de Janeiro. A arte é para si a maneira que encontra de assimilar situações e pessoas, de questionar e tentar compreender o comportamento humano. Seus livros são seus diários, seus terapeutas, sua visão de mundo. Saltoris é membro de duas Associações de Jornalistas alemães, para as quais ela escreve artigos sobre jovens artistas. Como atriz, ela trabalha no teatro e em frente às câmeras. Ela mora no norte da Alemanha com o marido e seu cão da raça Bernese chamado Leo.



Banshee
Título: Banshee - Os Guardiões (Trilogia da Salvação #1)
Editora: Selo Jovem
Fanpage - Skoob
Sinopse: Aos vinte e seis anos, tudo o que Brianna Namara queria era encontrar a cura para a sua esquizofrenia e o paradeiro de sua família. Ao descobrir-se herdeira do trono, no distante planeta Banshee, sua vida vira de pernas para o ar. Em seu novo mundo, que, para sua surpresa ainda vive na Idade Média, a jovem será treinada para lutar à frente do Exército Real, assumir o governo do continente e reunificar seu reino, para tentar vencer os guerreiros da irmandade de magia negra Maleficus Animus. Com humor, um quê de ironia, medo de fadas e crises de abstinência, Brianna tenta, em meio a muitas aventuras, brigas com o Conselho Real e segredos mágicos, tornar-se a rainha que o seu reino precisa que seja, tendo sempre a seu lado seu cavalo alado e falante Pégasus. Com seu arrogante e charmoso capitão Lugh, e seu mais novo amigo de infância, o belo tenente Cahan, ela acaba por envolver-se em um triângulo amoroso que traz consigo discórdia e um mistério incompreensível. E na luta para salvar o Amor do Universo, Brianna sentirá na pele as dores causadas por uma guerra divina, que os Deuses deixaram nas mãos de mortais sem preocuparem-se com as consequências.

A História Esquecida da Hospedaria na Estrada
Título: A História Esquecida da Hospedaria na Estrada
Editora: Chiado Editora
Fanpage - Skoob
Sinopse: Era uma vez... Uma fria noite de outono, em um país do Hemisfério Norte do terceiro planeta do Sistema Solar da Via Láctea, chamado Terra... Quando Mathew Roberts parte para visitar seu irmão em coma, ele é obrigado por seu estranho e repentino cansaço a hospedar-se em um hotel na beira da estrada. Ao ser recebido por uma jovem mulher com uma vela na mão, ele sente um frio descer-lhe pela espinha, mas não tem forças para voltar; como se ela fosse o imã e ele o metal. Ao pisar na recepção, ele começa a perder a memória.
O TEMPO PASSA. INITERRUPTAMENTE. E ELE QUEM NARRA ESTA HISTÓRIA
Este é um Conto de Fadas... da Morte, sobre:
criaturas não-humanas
um deus na puberdade
um amor impossível
escolhas
e Sonhos Mortos.

Nem preciso dizer o quanto eu estou empolgada, certo? Acho que só pelo início da postagem isso já ficou bem claro!


A Saltoris, quero agradecer pela paciência com a minha empolgação (desculpe!), pelo carinho com que me tratou, pela disponibilidade e atenção com que cedeu o exemplar do livro para resenha, e principalmente pela confiança que depositou no Livros Viajantes e em mim mesma ao aceitar essa parceria. Tenha certeza que estarei torcendo pelo seu sucesso e fazendo de tudo para contribuir nessa caminhada!

E vocês, viajantes? Tão ansiosos quanto eu? Aguardem, porque o livro já chegou e em breve terá resenha para vocês, fiquem ligados! Até a próxima postagem!

Beijos 

[RESENHA] Verdade Ou Consequência - Matheus Frizon

Hey, pessoas!

A resenha de hoje acontece em parceria com o selo Métrica, da editora Tribo das Letras. Recebi duas cortesias, de dois gêneros diferentes, e agora apresento a vocês um romance leve e muito fácil de amar: Verdade ou Consequência, de Matheus Frizon, vai ganhar você!

Verdade ou Consequência?
TÍTULO: Verdade Ou Consequência?
AUTOR: Matheus Frizon
EDITORA: Métrica - Selo Pink
NÚMERO DE PÁGINAS: 365 páginas
COMPRAR
SINOPSE: Deixada aos cuidados da madrinha desde os sete anos, Alice Barrelin é uma estudante de Biomedicina cujo sonho é tornar-se uma atriz. Apesar da idade avançada, 19 anos, Alice nunca foi beijada. Na sua imaginação, seu beijo não seria suficientemente bom e também não passa pela cabeça dessa jovem acabar enfeitiçada pelos encantos de um cara qualquer. Entretanto, o mundo de Alice vira de cabeça para baixo quando ela conhece o irritante Alec Salles. Existe algo nesse rapaz que a incomoda: o jeito como ele mexe com ela e a deixa soltando suspiros. No entanto, fica claro que ela está perdidamente apaixonada por esse cara que a faz viver intensamente quando ambos são desafiados a um jogo de Verdade ou Consequência. Nesse ponto, não há mais como voltar atrás. O que Alice não sabia era que aquele rapaz escondia um grande segredo: Alec é um garoto de programa. Será que essa paixão estará ameaçada por essa descoberta? Alice encontrará forças para aceitá-lo? Tudo o que sabemos sobre esse casal é que são como fogo e gasolina, mas o desfecho dessa história de amor só o destino poderá dizer.


"Neste jogo não há vencedores. Conte com a verdade e faça suas apostas, ou sofra as consequências."



Alice é uma garota sofrida, que foi deixada aos cuidados da madrinha ainda muito nova, enquanto sua irmã gêmea foi embora com sua mãe, que a abandonou. Desde então ela se sente sozinha, mesmo não estando, e se pergunta dia após dia porque sua mãe preferiu sua irmã a ela. Já crescida, Alice, com a ajuda de seu melhor amigo Dereck, consegue disfarçar a maior parte dos sintomas físicos que essa dor lhe causa, entra para a faculdade de Biomedicina e leva uma vida normal, na medida do possível. Seu maior sonho sempre foi ser atriz, e é exatamente no dia em que ela está indo para um teste, imensamente confiante, que Alec Salles aparece em sua vida. Ou melhor, ele cai em sua vida feito uma fruta madura, atropelando-a com sua bicicleta e destruindo seu figurino para o teste. Alice fica irada, mas a partir de então ela não consegue esquecer a atração que sente por aquele garoto, e a beleza estonteante dele não ajuda em nada nessa tarefa. Depois de mais alguns encontros nada amistosos, os dois finalmente se rendem à paixão que explode dentro do peito de ambos e engatam um relacionamento digamos, complicado e enrolado. O amor que com o tempo aparece é enorme, Alice e Alec não conseguem mais imaginar sua vida sem estar ao lado um do outro. Mas o bonitão guarda um segredo capaz de exterminar qualquer chance desse romance dar certo: ele é um garoto de programa? E então, será que Alice será capaz de passar por cima de todos os julgamentos e dúvidas que surgirão com a descoberta para finalmente vivenciar o amor, até então restrito em sua vida?

Eu vou contar diretamente a vocês porque esse livro me interessou logo de cara, acima de tudo: porque era um romance escrito por um autor masculino. Quer motivo melhor para enfrentar uma leitura? É claro que a premissa ajudou, afinal, prostituição não é um assunto óbvio nem de longe para se inserir em um livro romântico. Mas eu simplesmente precisava saber como um garoto se sairia escrevendo esse gênero, porque, pelo menos pra mim, isso é bastante incomum. E eu vou confessar que o Matheus calou a minha boca, e me surpreendeu do início ao fim!

O enredo do livro é basicamente isso que está na sinopse, e ao mesmo tempo é muito mais que isso! Calma, eu explico: no decorrer da leitura vamos, sim, conhecendo os dramas de uma garota abandonada, que sonha em ser atriz, que tem uma vida amorosa não tão movimentada assim e que acaba se apaixonando por um cara que é o sonho de consumo de qualquer mulher deste planeta. Mas o Matheus, como o bom escritor que é, inclui vários elementos que não se encontram na sinopse, como a lindeza e fofura do Dereck, o melhor amigo da Alice, os mistérios que envolvem a partida de sua mãe, a história de vida dolorida do Alec, e muito mais aspectos que te fazem ampliar demais a perspectiva de trama que o livro possui. Eu achei isso simplesmente hilário!

Alice é uma personagem extremamente espontânea, é muito fácil de identificar com ela. Logo de cara percebemos o quanto a garota é distraída e desastrada, e só essas características já garantem boas gargalhadas no decorrer do livro. A história é narrada em primeira pessoa, sob o ponto de vista dela, e isso foi incrível, porque ela é uma protagonista muito bem construída. Apesar do abandono da mãe, Alice consegue levar um vida (quase) normal. Ela é divertida, irreverente e desbocada. É como se estivéssemos de frente para a nossa melhor amiga durante todo o enredo, e esse detalhe acaba interferindo diretamente na fluidez e no aproveitamento que fazemos da leitura. É claro que em alguns momentos Alice passa por crises existenciais, e em outros ela fica especialmente repetitiva falando do Alec, mas essas são as características que a aproximam ainda mais do leitor, porque, vamos falar a verdade, quem nunca passou por nenhum dessas fases? Eu adorei a personagem exatamente por isso: ela é como qualquer pessoa do mundo real pode ser.

E o Alec, bom, o Alec... Cala a boca! (o Matheus entenderá!) Ele é incrível! Deixe eu colocar de um jeito explícito: fiquei apaixonada por ele tanto quanto a Alice. E não foi só por conta da beleza enormemente grande que ele possui (claro que isso ajudou!), mas sim pela pessoa que ele se mostrou durante toda a trama: prestativo, extremamente carinhoso, protetor, seguro, corajoso, às vezes um tanto possessivo, admito, mas que garota não gosta de se sentir desejada? (sem excessos, ok?) Alec é um príncipe, e depois de conhecer a história do protagonista (e nesse ponto eu preciso dizer que chorei, e vou parar de falar nisso antes que eu chore de novo, porque o Matheus não foi nem um pouco legal com o Alec!) isso só ficou ainda mais claro na minha mente. Ele passou por muita coisa, e tinha todos os motivos do mundo para ser uma péssima pessoa, mas, ao invés disso, ele escolheu ser esse doce que temos o privilégio de conhecer durante o livro, sempre com as palavras certas, sempre encontrando um modo, mesmo maluco, de fazer a Alice sorrir, essa garota tem muita sorte, o que mais eu posso dizer? 

Antes de terminar essa resenha eu preciso dar os parabéns ao Matheus, mais uma vez, porque além de uma trama muito bem montada, ele conseguiu falar sobre o tema da prostituição de um jeito quase natural, sem entrar em julgamentos preconceituosos, em tabus ou qualquer outra ideia pronta que ouvimos por aí. Além disso, as poucas cenas quentes que existem no livro chegam a ser até mesmo fofas de tão delicadamente descritas. Admiro demais quando os autores conseguem passar por esses episódios sem cair na vulgaridade, e foi exatamente isso que o Matheus fez, e eu, como romântica irrepreensível, achei isso fantástico!

Quanto à diagramação da editora, está linda, completamente harmonizada com a história e com os personagens que a compõem. A capa tem cores vivas, que combinam entre si, e eu consigo definitivamente imaginar o Alec e a Alice naquela imagem. As páginas são amareladas, a fonte é agradável à leitura, e as partes da história são divididas em rounds (achei isso o máximo, retrata exatamente o relacionamento conturbado dos protagonistas!), sendo que, na abertura de cada um deles, existe uma citação de um livro consagrado, que encaixa perfeitamente com o conteúdo que vamos encontrar naqueles capítulos que seguem.

Para finalizar essa resenha, posso dizer que eu me diverti com a leitura. Eu ri muito, chorei muito, me emocionei ainda mais, e fiquei suspirando quando fechei o livro. Acho que são exatamente estas as histórias que valem a pena: aquelas que mexem com aquele sentimento dentro da gente, que está ali, esperando para ser despertado por palavras que nos pareçam familiares. E foi isso que o Matheus conseguiu fazer, ele acordou a parte leve e cheia de ternura que existe aqui no meu peito, e me deixou encantada pela Alice, pelo Alec, pelo Dereck, pela Ana, por todos os personagens e suas histórias. Foi uma ótima primeira impressão da editora, e eu espero que a nossa parceria renda sempre leituras tão prazerosas quanto esta! Até a próxima postagem!

Beijos 

[BRASIL EM PROSA] Por Um Momento, Patrini Viero

Hey, pessoas!

Todos vocês já devem saber sobre o concurso que está acontecendo pela Amazon, apoiado por O Globo e Samsung, que visa incentivar a literatura nacional em forma de contos. 

Todos os contos serão publicados no site da Amazon, em forma de e-book, e os melhores serão premiados! Qualquer pessoa pode inscrever seu conto, e caso vocês queiram conferir as regras, elas estão neste link aqui.

O que vocês ainda não devem saber é que eu sou uma aspirante à escritora. E como tal, não poderia perder essa oportunidade! Meu conto já está disponível para download, e abaixo vocês conferem capa e sinopse dele!



Ela sabia o que queria quando saiu de casa naquela manhã. Mas não imaginava que seus planos seriam interrompidos pela melhor surpresa que a vida poderia lhe reservar.

O conto está disponível na site da Amazon, e você pode adquiri-lo através do link: http://migre.me/qRpzn

Lembrando que não é preciso ter um Kindle para ler os arquivos do site, você pode baixar o aplicativo de leitura gratuito da Amazon no seu computador ou ainda ler diretamente do navegador através do Kindle Cloud Reader!




Queria agradecer demais pela atenção de vocês e por cada um que conseguir ler o conto ou divulgá-lo de alguma maneira. Com certeza esse já terá sido o maior prêmio que eu poderei receber. Quero agradecer também a Tamires, do blog De Tudo Um Pouco, que foi um amor ouvindo minhas dúvidas e inseguranças antes mesmo da publicação do conto. Tami, eu te amo, amiga 

Agora, ali estava ela. Sentada na mesma mesa de sempre. Com a mesma bolsa de sempre. Ansiando pelo mesmo café de sempre. Com o mesmo estilo de roupa de sempre. O mesmo olhar de sempre. E com um sentimento completamente novo, com o qual ela não sabia ainda lidar.
- Trecho de Por Um Momento

Qualquer comentário que vocês puderem fazer em relação ao conto será muito bem-vindo, e eu ficarei extremamente contente se vierem me contar o que acharam da história! Abaixo estão alguns quotes que selecionei especialmente para vocês. O conto é super curtinho e pode ser lido rapidamente!






Espero realmente que vocês se emocionem e se identifiquem com a história! Riam, chorem, e acima de tudo, amem! Até a próxima postagem!

Beijos 

[UNIÃO DOS AUTORES] O que andam dizendo por aí

Hey, pessoas!

Hoje é dia de mais um post da União dos Autores, um grupo que visa incentivar a literatura nacional, e o qual o Livros Viajantes apoia, com muito orgulho!



Desta vez vamos saber um pouco mais sobre os escritores da União dos Autores, mas pelos olhos de pessoas muito especiais: os leitores! Vejam só o que andam dizendo por aí...











Gostou? Quer saber mais? Visite o site da União! Até a próxima postagem!

Beijos 

[DIVULGAÇÃO] Pálido Sonho, de Débora Falcão

Hey, pessoas!


Vocês já devem saber que tá rolando um super concurso de contos, promovido pela Amazon, em parceria com as empresas O Globo e Samsung (confira maiores informações aqui). Muitos autores incríveis estão participando, e hoje eu venho apresentar a vocês o conto Pálido Sonho, da autora Débora Falcão, que lançou seu livro Guerra Negra recentemente pela nossa parceira Editora Deuses. Confiram abaixo a capa e a sinopse do conto, bem como o link para compra na Amazon, por apenas R$ 1,99!



Título: Pálido Sonho
Autor: Débora Falcão
Link para compraSinopse: Uma margarida. Bem-me-quer, mal-me-quer, bem-me-quer. Ela tinha um sonho... um sonho pálido como as brancas nuvens que vinham lhe visitar todos os dias... um sonho lindo que entrava como a luz da alva manhã através de sua janela. E a margarida era sua companheira diária... Um conto de coisas belas e brancas lançando um olhar suave sobre um raro momento da vida de uma doce jovem cheia de sonhos.




Aproveitando a oportunidade, vou apresentar pra vocês a capa e a sinopse do livro Guerra Negra, também da Débora, que eu estou completamente doida pra ler!

Guerra Negra

O mundo está diferente. Caminhando a passos largos para uma guerra sem precedentes. Países que antes eram inexpressivos para a economia mundial começam a se destacar; os que antes pareciam neutros agora tomam partidos. Cada um luta por garantir sua fatia de mercado. Enquanto isso, um homem se destaca e cresce politicamente. Jovem, bonito, de família tradicional francesa, carismático, com incrível poder de persuasão. M. Junius de Margeau parece ser a única salvação para os problemas gerados pela ganância e egoísmo da humanidade. Mas, por baixo de tanta beleza e bondade, algo muito estranho se esconde e uma garota de dezessete anos descobre isso da pior forma possível. Keren-Hapuque é a protagonista de Guerra Negra, uma ficção destinada ao público jovem e adulto, recheada de ação, aventura, romance e suspense. O primeiro livro da Saga Cidade de Cristal.

Vocês podem comprar o livro diretamente no site da editora, através desse link, e conferir essa história surpreendente! Já deu pra notar que talento é o que não falta na Débora, não é, viajantes? Agora é cruzar os dedinhos e torcer muito por ela no concurso! Até a próxima postagem!

Beijos 

[RESENHA] O Livro dos Negros - Lawrence Hill

Hey, pessoas!

A primeira cortesia da nossa parceira, Primavera Editorial, não poderia ter me surpreendido mais. Conheçam um pouco mais sobre O Livro dos Negros, de Lawrence Hill, e se emocionem comigo!

O Livro dos Negros

TÍTULO: O Livro dos Negros
AUTOR: Lawrence Hill
EDITORA: Primavera Editorial
NÚMERO DE PÁGINAS: 408 páginas
SINOPSE: O Livro dos Negros conta a história de Aminata Diallo, uma das personagens femininas mais fortes e marcantes da ficção contemporânea. Aminata foi sequestrada, ainda criança, na África, e vendida como escrava na Carolina do Sul. Após a Revolução Americana, ela foge para o Canadá e escapa da vida de escrava para tentar uma nova história em liberdade. O livro traz uma história que nenhum ouvinte e nenhum leitor esquecerão. O nome “O Livro dos Negros” se deu devido ao documento histórico, mantido por oficiais navais britânicos, ao fim da Revolução Americana. O documento oficializou os negros que serviram ao rei na Guerra e fugiram para Manhattan, no Canadá, em 1783. Apenas os negros que estivessem no Livro dos Negros poderiam escapar e conseguir sua liberdade. Aminata Diallo percorre toda uma longa trajetória com a finalidade de conseguir entrar no livro dos negros e conquistar sua liberdade. A obra, marcante e inesquecível, tornou-se uma miniserie de sucesso nos Estados Unidos. Dirigida e escrita por Clemente Virgo (The Wire) e protagonizada pela atriz Aunjanne Ellis e Cuba Gooding Jr., vencedor do Oscar em 1996.


Aminata Diallo é uma negra. E é mulher. E é, acima de tudo, uma guerreira. Aos onze anos de idade, Aminata viu seus pais serem mortos, enquanto ela era sequestrada e levada como escrava para a Carolina do Sul. A partir daí, sua vida foi uma sucessão de desafios, que ela precisou aprender a superar. Primeiro, necessitou atravessar a viagem no navio negreiro viva, independente das dificuldades que tivesse. Depois de colocar os pés em terra firme, mesmo enferma, teve que adaptar-se às exigências e aos novos hábitos de quem, agora, dizia-se seu dono. Lutou por sua vida bravamente durante várias ocasiões, suportou preconceitos e castigos que não merecia, sofreu perdas irreparáveis e teve seu corpo e alma marcados pela escravidão. Mas nem tudo foram vazios nos dias de Aminata: ela conheceu o amor, fez amizades duradouras e verdadeiras e ganhou o melhor presente que alguém pode conquistar: o conhecimento, através de seu próprio esforço e força de vontade. Ao longo do livro, acompanhamos Aminata em sua longa trajetória até a liberdade, em busca de sua identidade perdida, de seus costumes arrancados e de sua aldeia exterminada.

Forte, verdadeiro e estritamente necessário, é assim que eu definiria a obra de Hill. É importante deixar claro que os fatos descritos neste livro são fictícios, bem como suas personagens. Mas as situações enfrentadas pela nossa protagonista são verídicas até demais, infelizmente. Somos apresentados ao preconceito em sua forma mais intensa e cruel, e isso dói fundo na gente. Como leitor, como pessoa e, essencialmente, como ser humano. Todo o trajeto percorrido por Aminata é difícil, cheio de pedras duras e incapazes de não machucar pelo caminho. E o pior é que, quem conhece o mínimo possível a história, sabe que isso não foi inventado pelo autor: muitos negros passaram por essas atrocidades, simplesmente porque sua cor de pele era diferente daqueles que diziam-se dominadores do resto do mundo. É revoltante, repugnante, e incrivelmente real. 

As descrições de Hill chegam a doer, de tão palpáveis. Todas as situações são narradas sob o ponto de vista de Aminata, e fica completamente impossível ficar imune a todo sofrimento a que a personagem é submetida. A todo momento, nos colocamos na pele de nossa protagonista, e assim temos a verdadeira dimensão de sua coragem a bravura. O livro é cheio de episódios fortes e contrários a todo e qualquer tipo de humanidade, e o leitor fica incapacitado de mudar qualquer detalhe, qualquer julgamento feito é permanente. O autor escreve de forma a nos deixar de mãos atadas, e isso é o mais angustiante. Em diversas oportunidade eu senti vontade de abraçar Aminata, de pegar em sua mão e ir à luta com ela, apesar de saber que não poderia fazer isso. Torcemos pela protagonista do início ao fim do livro, sofremos com ela, rimos com ela, nos emocionamos com ela e, acima de tudo, aprendemos com ela.

Eu quero deixar claro que Aminata foi uma das personagens mais marcantes e complexas que eu já conheci. Sua leveza de espírito deturpada por todas as dificuldades sobre-humanas que ela enfrenta, sua capacidade de acreditar em seus ideais independentemente da situação em que se encontra, a forma como ela se doa às pessoas que ama, sua lealdade além dos limites, sua força, coragem e valentia que vão surgindo e sendo reveladas ao longo da história, tudo isso são fatores para admirá-la. Mas o que eu achei mais impressionante em Aminata foi sua capacidade inesgotável de sonhar: com a volta de seu marido e filhos, com o regresso à terra da qual ela foi tirada contra a vontade, com a liberdade de todos os negros que conhece pelo caminho, e até mesmo aqueles que nunca chega a conhecer. Aminata é uma guerreira indomável e é impossível controlar sua vontade de vencer. Quando finalmente tudo começar a dar certo em sua vida, depois de todas as feridas e cicatrizes que a escravidão deixou em sua pele, sentimentos uma simples e inevitável vontade de chorar: de alegria, de alívio, porque finalmente nossa protagonista terá a paz que sempre mereceu, mas nunca teve. Tudo que eu queria ao fim do livro era conhecer uma pessoa como Aminata, para que ela pudesse me ensinar o quanto é importante acreditar em si mesmo.

A diagramação do livro é simples e delicada, harmonizando perfeitamente com a pureza e beleza do enredo. A capa é linda e extremamente significativa, foi essa imagem que eu personifiquei como Aminata, e é sempre tão bom ligar o nome a um rosto que eu acabei me envolvendo ainda mais no livro por conta desse detalhe. É como se conhecêssemos intimamente a personagem, e a partir do momento em que a encaramos fisicamente, ela se torna ainda mais real em nosso pensamento e coração.

Para finalizar, preciso dizer que essa foi uma das resenhas mais difíceis que já fiz. Enquanto escrevia, lembrei-me de todas as personagens, da luta de cada um, e chorei mais uma vez, me comovi mais uma vez, quis voltar à leitura e mudar todo o sofrimento infringido aquelas pessoas inocentes. Minha primeira leitura em parceria com a Primavera Editorial não poderia ter sido mais produtiva. Em meu íntimo, posso dizer que vou lembrar dessa história para sempre, que ela me mudou e marcou-me por dentro, que tudo que eu aprendi com Aminata será levado pelo resto dos meus dias. Como leitora, ficou mais do que explícito que eu recomendo o livro, mas preparem-se: da primeira à última página, será impossível ficar imune a Aminata! Até a próxima postagem!

Beijos 

[DIVULGAÇÃO] Inverso, Karen Alvares

Hey, pessoas!

O blog está participando de uma ação para divulgação do novo livro da autora e blogueira Karen Alvares, Inverso, um romance com uma mistura de suspense que vai fazer você prender o fôlego!


“Ser adolescente é injusto”. Essa é uma das frases de “Inverso” e provavelmente a mais emblemática. O leitor se pega fazendo e refazendo suas próprias decisões o tempo todo no lugar de Megan e por isso mesmo entende o quão difícil é a decisão que ela deve tomar! E os personagens são tão bem construídos que saltam das páginas! Apaixonante, empolgante, angustiante! 

– Fabiana Madruga, autora de Clube dos Herdeiros – Como nossos pais
E se do outro lado do espelho estivesse a vida que você sempre desejou?
Lá no fundo, Megan não quer ser quem é e nem viver essa vida triste, exatamente o inverso daquela que sempre sonhou para si. Tudo começa com a morte de sua mãe. A sensação terrível de que algo nunca mais vai ser como antes. E não será mesmo. O seu único alento é o carinho da irmã, que a vê como o que gostaria de ser quando crescer.

Mas há um novo mundo do outro lado dos espelhos. Um mundo igual ao seu, só que ao contrário. Um mundo perfeito onde as pessoas que morreram estão vivas e Megan é exatamente a garota que deveria ser.

Entrando nessa realidade pelo avesso, Megan começa uma perigosa busca por si mesma onde o reflexo de tudo que há de ruim tentará detê-la. Enquanto segue em frente ela deverá garantir a segurança das pessoas que mais ama.

Inverso é um romance cheio de suspense de Karen Alvares, autora de Alameda dos Pesadelos. Em um labirinto de escolhas sem poder sequer distinguir a própria imagem, Megan deverá lidar com a perda enquanto descobre quem é a garota que a encara no espelho.

Autora: Karen Alvares
ISBN: 978-85-8243-145-0
eISBN: 978-85-8243-146-7
Gênero: Suspense, YA, fantasia
Formato: 14 cm x 21 cm
Páginas: 136
Preço de capa: R$ 29,90 (papel) | R$ 15,90 (e-book)

Links de compra: 

Pela Editora: http://editoradraco.com/2015/05/06/inverso-karen-alvares/

Livro físico:

Em pré-venda com 20% de desconto e frete incluso para todo o Brasil! Envios previstos para 20/06/2015. 
Paypal: https://www.paypal.com/cgi-bin/webscr?cmd=_s-xclick&hosted_button_id=KJDKVGV4TRYYG 
PagSeguro: https://pagseguro.uol.com.br/checkout/v2/cart.html?action=add&itemCode=F3F560FBB5B5BB2AA43FCF8B6783DFCF 
Ou adquira autografado com a autora através do e-mail kvs.alvares@gmail.com.

E-book: 

Amazon: http://www.amazon.com.br/Inverso-Karen-Alvares-ebook/dp/B00X6EVOPC/ 
Kobo: https://store.kobobooks.com/pt-BR/ebook/inverso-2 
Apple: https://itunes.apple.com/br/book/inverso/id992387654?l=pt&ls=1&mt=11 
Google: https://play.google.com/store/books/details/Karen_Alvares_Inverso?id=8ewFCQAAQBAJ Livraria Cultura: http://www.livrariacultura.com.br/p/inverso-89264645 
Saraiva: http://www.saraiva.com.br/inverso-8882405.html 
Travessa: http://www.travessa.com.br/ebook-inverso/eBook/c037ae1a-356d-46be-9c9a-89c95c14832f

Adicione o livro ao Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/448593ED508248
Leia o primeiro capítulo: http://www.wattpad.com/story/39149255-inverso

Sobre a autora:
Karen Alvares conta histórias para o papel há tanto tempo que nem lembra quando começou. Autora de Inverso (Draco, 2015), Alameda dos Pesadelos (Cata-vento, 2014) e Dois Lados, Duas Vidas (Cata-vento, 2015), também organizou a antologia Piratas (Cata-vento, 2015) e foi publicada em várias antologias de contos da Editora Andross, Draco e Buriti, além de publicações independentes e revistas. É colunista no blog literário Por Essas Páginas e foi premiada em diversos concursos nacionais. Apaixonada por mundos fantásticos, chocolate e gatinhos, vive em Santos/SP com o marido e cria histórias enquanto pedala sua bicicleta pela cidade.

Facebook: https://www.facebook.com/autorakarenalvares 
Skoob: http://www.skoob.com.br/autor/9852-karen-alvares 
Blog: http://papelepalavras.wordpress.com/
Twitter e Instagram: @karen_alvares

Não dá pra perder a oportunidade, viajantes! O livro parece ser incrível, e eu já quero adquirir o meu! Até a próxima postagem!

Beijos 

[DIVULGAÇÃO] Melby, de Manuela Titoto

Hey, pessoas!

O post de hoje é rapidinho, para apresentar a vocês mais um lançamento do nosso parceiro Selo Métrica, da editora Tribo das Letras! Conheçam um pouco mais do romance Melby, da autora Manuela Titoto!

Melby

Título: Melby
Autor: Manuela Titoto
Skoob - Wattpad - Skoob da Autora - Perfil no Facebook
Sinopse: A cidade de Melby, cujo sol reina a maior parte do ano, é apenas lembrada por sediar a consagrada Universidade de Melby. Laura Paggen é uma das poucas moradoras da cidade que frequenta a universidade local. Ela divide com seu professor Anderson Smith a empolgação de ter naquele ano, como parte do corpo docente, o físico indicado ao prêmio Nobel, Sayid Munladde. Em segredo com o governo norte-americano, ele saiu da Arábia Saudita com o intuito de ministrar aulas e formular mais de suas teorias. No dia de sua chegada, várias figuras importantes de Melby, incluindo Laura e seu professor, se encontraram para recebê-lo, mas, quando o saudita se aproximou, o professor Smith teve certeza: aquele não era Sayid Munladde! Com apenas sua aluna para acreditar nele, o físico, que é o único que realmente conhecia o árabe pessoalmente, arrasta a jovem para desvendar esse mistério. Laura e Smith embarcam em um enigma muito mais profundo do que se poderia imaginar, que nos embevece a cada página. Um livro cheio de tramas que envolve de tal maneira que você não conseguirá largá-lo até chegar ao ponto final. 

Lembrando que o lançamento do livro acontecerá em setembro, na Bienal do Rio, no estande da editora. É o primeiro romance da autora, e eu fiquei bastante curiosa com a sinopse. E vocês, o que acharam do livro? Me contem tudo nos comentários! Até a próxima postagem!

Beijos