[ENTREVISTA] Mari Scotti

Hey, pessoas!

Hoje eu trago para vocês uma novidade bem legal. A partir de agora, no blog, vocês vão poder acompanhar a carreira e conhecer um pouquinho mais dos nossos autores parceiros, através de entrevistas gentilmente respondidas por eles.

Para começar com o pé direito, nada melhor do que apresentar a vocês a linda Mari Scotti, autora da série Neblina e Escuridão, cujo primeiro livro, Híbrida, já foi resenhado aqui no blog (confira). Aproveitem as respostas maravilhosas da Mari, e entrem junto com ela no universo de Ellene de Moraes!

1. Como se iniciou sua relação com a literatura?

Muito nova, com a ajuda de uma professora de língua portuguesa na quinta série. Ela foi a primeira que me apresentou livros diferentes dos clássicos obrigatórios e me apaixonei pela leitura.

2. Em que momento decidiu tornar-se escritora?

Na mesma época que eu comecei a ler mais, minha mãe me mostrou um livro que ela estava escrevendo e eu fiquei louca com a ideia de ser escritora também. Até tentei, mas era péssima nisso! Voltei a escrever depois que li a Saga Crepúsculo. Foi difícil me desapegar dos personagens e comecei a escrever fanfics. O retorno dos leitores destas fanfics me fez perceber que deveria retomar esse sonho. E sou muito agradecida a eles.

3. De onde surgiu a ideia para escrever a série Neblina e Escuridão?

De Amanhecer. Eu amo a saga, mas odeio o final. Pra mim a Reneesme não deveria existir e não deveria ter ficado com o Jacob. Eu queria o Jake com a Leah rs. Depois de ler o livro da primeira vez, fiquei me perguntando como seria o futuro de uma vampira que fosse criada por lobisomens sem saber a sua verdadeira raça. Daí pensei nos motivos desta vampira estar entre lobisomens. As conspirações foram se tornando concretas e quando vi, estava escrevendo o primeiro livro da série.

Se notar, eu agradeço à Stephenie Meyer no livro, por me ajudar a voltar a escrever, mesmo sem saber. Em Guardião também agradeço a ela, mesmo que nunca leia ou saiba que me inspirou.

4. Qual a qualidade mais importante, que você sempre preza na hora de escrever?

Os sentimentos e reações dos personagens. Eu quero que o leitor sinta o mesmo que o personagem. Que fique com os olhos carregados de lágrimas em um momento triste ou que ria sozinho dentro de um ônibus ao ler um momento engraçado. O sentimento leva o leitor a se envolver com o personagem e a se envolver com a história e consequentemente se apegar ao enredo, ao livro.

5. O que o público pode esperar da série?

Em Guardião teremos as respostas que mais me pedem para informar: se o Milosh é o pai da Ellene e se a rainha está viva. Para a série, teremos ainda muitas reviravoltas, um traidor será revelado e conspirações contra o Reino dos vampiros também.

O clã dos lobisomens sofrerá algumas alterações, conflitos que não estavam preparados para enfrentar e novos membros que precisarão aprender a aceitar.

Muitas e muitas reviravoltas e casais inesperados. Estou ansiosa para que todos leiam a série completa! Uma pena que não sairá tudo este ano.

6. Qual foi a parte mais difícil pela qual você precisou passar para seguir seu sonho de escrever?

A mais difícil? A espera eu acho. Não é tão fácil assim ser escritor no Brasil. E depender de editoras é um sonho, mas também bastante complicado. Gastamos mais do que temos. Investimos o que não temos. Sonhamos com leitores que vão ler, amar e espalhar a história, e no entanto, mesmo investindo em brindes, em divulgação com blogs e etc, este BUM não acontece. Existem momentos que dá vontade de jogar tudo pro alto, postar tudo em um blog e deixar que leiam... Desistir de correr atrás de editoras que farão nosso nome como escritor ser mais reconhecido. Mas... sempre tem uma mas rs. O sonho não morre. Então, depois de um dia de autocomiseração, erguemos a cabeça e seguimos em frente. Com dividas, dúvidas, incertezas, e com ainda mais paixão. Porque amamos isso. Eu amo isso. Escrever e saber que alguém será tocado por minhas histórias.

7. Existe algum autor ou autora que te inspira? Conte por quê:

Stephenie Meyer porque foi quem me trouxe de volta à escrita. Ela me fez perceber que escrever focando no sentimento, reações e personalidade dos personagens era como eu gostaria de escrever.

A Denise Flaibam porque eu amo Os Mistérios de Warthia e tudo o que ela escreve. A garota tem só vinte anos de idade e uma escrita invejável! Eu me inspiro nela, em como quero escrever um dia, com tantos detalhes, tanto amor e tanta verdade. Ela consegue ser melhor que muitos estrangeiros que eu conheço e até nacionais que já são reconhecidos.

A Keila Gon por sua simplicidade e carisma com seus amigos e leitores. Ela é um exemplo de escritor pra mim. Amo seus livros, e principalmente sua personalidade.

8. Deixe uma mensagem aos leitores:

Obrigada por lerem essa entrevista e acompanharem o blog e também a minha carreira. Espero um dia conhecer todos vocês e poder dar muitos abraços. Se desejam algo em suas vidas, se possuem um sonho, não desistam, por mais que pareça complicado e impossível. Para Deus, nada é impossível e se você tiver fé, com certeza alcançará o que deseja. Obrigada Patrini pela entrevista, adorei falar um pouquinho sobre mim e a série. Sucesso ao blog. Beijão, Mari Scotti.

Mari, querida, obrigada mais uma vez por se mostrar tão incrível e atenciosa. Minha admiração por ti só cresce a cada dia, como pessoa e escritora! Um beijão, e eu aguardo ansiosa e intensamente por Guardião rs 

E aí, galera? Gostaram da entrevista? Já conheciam o livro da Mari? Me contem tudo nos comentários. Até a próxima postagem!

Beijos 

[DIVULGAÇÃO] Pré-venda de Horas Noturnas

Hey, pessoas!

É com imenso prazer que venho divulgar uma novidade super legal para vocês: o livro Horas Noturnas, da autora nacional Bianca Carvalho, ganhou versão física pela editora EraEclipse, e já esté em pré-venda! Isso mesmo, vocês já podem adquirir seu exemplar!

Para vocês conhecerem o livro um pouquinho melhor, abaixo vocês encontram a capa e sinopse dessa belezinha!


Horas Noturnas

Inglaterra, 1863. Uma bela e delicada mulher com inteligência aguçada para investigação... Um charmoso caçador de assassinos tornando-se lenda por eliminá-los com requintes de crueldade... Um assassino que deixa charadas, com sede de sangue e um gosto peculiar por Edgar Allan Poe... Três almas unidas com diferentes propósitos. Apenas uma chance de sobreviver... Quando a noite cai, todas as almas possuem um gosto pela maldade...







O melhor de tudo é que o precinho está super em conta, e a história vale muito a pena. Vocês podem conferir a resenha do livro nesse link aqui. Clicando no banner abaixo, você vai ser redirecionado diretamente ao site da editora, e poderá fazer a compra do seu livro!



Corre, galera, porque a pré-venda é por pouco tempo, hein? Se eu fosse vocês, não perderia essa oportunidade por nada! Para saber mais sobre o livro, vocês podem visitar a fanpage no Facebook ou a página no Skoob.

Beijos 

[RESENHA] Horas Noturnas - Bianca Carvalho

Hey, pessoas!

Hoje venho trazer para vocês a resenha de um suspense policial escrito por uma brasileira, de tirar o fôlego. Conheçam mais sobre Horas Noturnas, de Bianca Carvalho!


Horas Noturnas

TÍTULO: Horas Noturnas
AUTOR: Bianca Carvalho
EDITORA: EraEclipse
NÚMERO DE PÁGINAS: 200 páginas
SINOPSE: Inglaterra, 1863. Uma bela e delicada mulher com inteligência aguçada para investigação... Um charmoso caçador de assassinos tornando-se lenda por eliminá-los com requintes de crueldade... Um assassino que deixa charadas, com sede de sangue e um gosto peculiar por Edgar Allan Poe... Três almas unidas com diferentes propósitos. Apenas uma chance de sobreviver... Quando a noite cai, todas as almas possuem um gosto pela maldade...











"Quando a noite cai, todas as almas possuem um gosto pela maldade..."


Maryanne Lestrange não é uma moça comum: enquanto todas as meninas da sua idade estão preocupadas em arranjar um bom marido com o qual conviver, Maryanne só quer saber de investigações criminais. Desde que sua mãe foi brutalmente assassinada e a polícia não foi capaz de encontrar o criminoso, seu pai, Joseph Lestrange, montou uma própria empresa de investigação, mas na maioria dos casos acompanha o trabalho policial, quando os crimes ultrapassavam a capacidade destes. Maryanne sempre se sentiu atraída por esses mistérios, e ajuda seu pai sempre que ele permite. Apesar de temer pela filha, Joseph sabia que não era nada fácil mantê-la afastada do mundo do crime, pois seu gênio era muito parecido com o dele mesmo. As coisas começam a mudar na vida de pai e filha quando um crime bárbaro assola a cidade, diferente de todos os outros que já tinham presenciado: este assassino parece ter uma obsessão assustadora por Maryanne. Ao mesmo tempo, a garota conhece o tão temido Caçador, um justiceiro que vaga pela cidade matando todos aqueles a quem a polícia não consegue capturar. E mesmo contra todos os seus instintos, ela se sente completamente atraída por este homem misterioso e desafiador. E agora, conseguirá Maryanne chegar ao fundo de mais um caso, e auxiliar seu pai mesmo com a proibição expressa de seu envolvimento? Até onde será capaz de ir por seu amor pela justiça?

Horas Noturnas foi um livro que me enganou pela capa. Fiquei desnorteada e surpresa quando soube que se tratava de um romance policial, mas muito contente ao mesmo tempo, pois não é comum vermos autores nacionais arriscando-se neste gênero, que eu tanto amo. O livro é curto, e eu finalizei a leitura em menos de um dia inteiro. Posso dizer que a autora soube conduzir a sua história com maestria, mas acho que ela ainda ficou devendo um pouco mais de mistério a seus leitores.

Uma das primeiras coisas que eu analiso num título são seus personagens. E creio que não tenho do que reclamar nesse quesito. Os protagonistas criados por Bianca são extremamente decididos, de personalidade forte, e sabem o que querem. Me identifiquei muito com esse temperamento, e isso tornou a leitura ainda mais fluida para mim, já que conseguia compreender as atitudes de cada um e entender o porquê de tomarem cada decisão. Maryanne é uma moça forte, corajosa e muito, muito curiosa. Posso dizer que em dado momento essa curiosidade exagerada chegou a me incomodar, mas logo esse incômodo foi substituído por admiração ao ver a devoção da moça ao seu pai. Mais uma coisa que temos em comum: Maryanne é completamente fascinada por mentes criminosas, e não consegue se encaixar na sociedade em que vive por esse detalhe. Para ela, a prioridade não é seu casamento, mas sim as investigações nas quais se embrenha com o pai.

O Caçador foi um dos melhores personagens do livro pra mim. Misterioso, desafiador e sedutor, ele é o sonho de consumo de toda aventureira. Confesso que não concordei com muitas decisões dele, mas ainda assim as compreendi. O cara está sempre pensando em sua amada, e faz de tudo para mantê-la em segurança, por mais difícil que isso seja. Aprendi a admirá-lo muito por sua coragem e senso de justiça, principalmente depois que conheci o passado por trás daquele muro de pedra que ele criou em seu coração. Joseph Lestrange me lembrou muito o Sherlock Holmes. Ele é inteligente, protetor e faz tudo que pode para agradar sua filha, o que muitas vezes significa ceder aos caprichos perigosos da mocinha. Mas no fundo, Maryanne é seu maior orgulho. E ele sempre deixa isso bem claro. A relação entre os dois personagens foi uma das coisas mais comoventes e bonitas do livro.

Quanto à escrita da Bianca, como eu já disse, ela soube muito bem conduzir a história. Existe muito suspense, muitas charadas a serem desvendadas, e ela misturou elementos conflitantes que ficaram muito bem como um conjunto. Adorei as referências a Poe que ela fez no decorrer do livro, elas só enriqueceram a trama. A forma de escrever da Bianca te prende, sem nenhuma dúvida. Eu me vi envolvida no clima do livro, ávida por mais informações, coletando pistas e tentando, juntamente com os personagens, desvendar os crimes. A única coisa que eu fiquei questionando nesse quesito foram as descrições da autora. Num livro desse gênero, na maioria dos casos, é necessário que elas sejam pormenorizadas e precisas, e eu acho que a Bianca deixou as suas um tanto vagas demais. Não conseguia imaginar as cenas muito facilmente, e isso influenciou um pouco no andamento da leitura.

Como eu já estou acostumada com o gênero policial, posso dizer que fiquei muito boa em decifrar histórias, com a experiência. O que me faz pensar se, talvez, a trama não estivesse um pouco óbvia demais. Eu juntei as peças com muita facilidade, e consegui desvendar o mistério antes mesmo de chegar à parte do livro em que ele nos é apresentado e solucionado. Isso me deixou um pouco decepcionada, porque a trama foi tão bem montada, a premissa tinha tanta coisa boa para ser explorada, e eu acho que a autora acabou desenrolando tudo muito rápido, apesar de eu achar que essa era mesmo a intenção, criar um enredo intenso e cheia de ação. Mesmo assim, senti falta daquele quê a mais que os livros policiais sempre despertam em mim.

Independente dessas pequenas falhas na comunicação entre o gênero e a escrita, acredito que a leitura tenha sido muito prazerosa. É realmente interessante acompanhar o desfecho de todas as pontas que a autora abre, e ainda mais, o desenvolvimento das relações entre os personagens. O que mais me surpreendeu no livro, positivamente, foi o crescimento que eu vi na protagonista. Ao fim do livro ela está mais forte, mais preparada e pronta para encarar os próximos desafios. Aliás, preciso dizer que eu fiquei curiosa com relação a sequência que a autora dará a história.

Recomendo a todos a leitura do livro. Tenho certeza que vocês não ficarão alheios ao clima misterioso que envolve cada página, e entrarão na investigação de cabeça, assim como eu entrei. Vale muito a pena gastar um tempinho com o livro. Bianca arrasou na escolha do tema e na construção da narrativa como um todo! Até a próxima postagem!

Beijos 

[LANÇAMENTOS] Grupo Editorial Autêntica - Março 2015

Hey, pessoas!

No finalzinho de março todos vocês já estão com o orçamento apertado, acertei? Pois então preparem-se, porque a notícia que eu vou dar a seguir vai abalar as suas estruturas de livreiros compulsivos. Os lançamentos deste mês do Grupo Editorial Autêntica estão incríveis! Vejam com seus próprios olhos! Atenção: conteúdo da postagem com alto grau de capacidade pra te fazer suspirar!



Título: O Limiar
Autor: David Baldacci
Comprar
Sinopse: Vega Jane nunca saiu do vilarejo de Artemísia. Nem ela e nem ninguém. Isso jamais aconteceu porque ir além dos limites daquele lugar não é algo permitido. Até que um dia Quentin Herms, seu mestre e amigo, ultrapassa o limiar da cidade e desaparece rumo ao desconhecido e escuro Pântano, onde, segundo dizem, só há perigos, abismos e criaturas assustadoras com sede de sangue. A fuga não é simples. Ele é violentamente caçado, mas deixa para trás uma trilha de pistas para a jovem: um mapa e um anel, que podem levá-la a descobrir o que há além do limiar de Artemísia, mas que ela deverá ocultar, sob pena de ser acusada de cumplicidade. Cada passo seu torna-se arriscado, e aos poucos ela percebe que aquele lugar e a vida que ela conheceu até então foram construídos sobre mentiras, capazes de fazer poderosos matarem para manter seus segredos. Mas Vega Jane se vê disposta a lutar pela liberdade, mesmo que a descoberta da verdade custe sua própria vida.


Título: Sedução Mortal (A Lenda de Montpellier)
Autor: Sari Luhtanen e Miikko Oikkonen
Comprar
Sinopse: Em uma noite de lua cheia, a jovem Didi faz amor pela primeira vez. Inesperadamente, seu namorado morre em seus braços. Desorientada e inconsolável, ela não consegue entender o motivo da tragédia. Na manhã seguinte, conhece duas mulheres intrigantes, Kate e Nádia, que lhe revelam sua verdadeira natureza: Didi é uma ninfa. Elas lhe ensinam as regras de sobrevivência que as ninfas precisaram seguir através dos séculos, e a lição principal é a de que o sexo é indispensável para mantê-la viva. Entretanto, logo ela descobre que isso tem um preço muito alto. Entre perseguições de um inimigo milenar em nome de uma lenda e a força de uma paixão arrebatadora, Didi precisa decidir se vai pagar o preço de viver esse amor por inteiro ou se vai preservar a vida de seu amado mas abrir mão dele.





O mundo de AishaTítulo: O Mundo de Aisha
Autor: Ugo Bertotti
Comprar
Sinopse: Obrigadas a se casarem ainda meninas. Escravizadas, violentadas, por vezes assassinadas. Cobertas com o véu negro – o niqab – as mulheres do Iêmen parecem fantasmas. Contudo, pouco a pouco, com delicadeza, coragem e determinação, elas travam uma batalha corajosa por sua emancipação. Uma revolução silenciosa está em marcha para fazer valer seus direitos e sua liberdade. Aisha, Sabiha, Hamedda, Houssen e tantas outras: aqui estão algumas de suas histórias. Uma extraordinária reportagem em quadrinhos de Ugo Bertotti inspirada pelas imagens e pelas entrevistas da fotojornalista Agnes Montanari.



BEAR
Título: Bear (#2)
Autor: Bianca Pinheiro
Comprar
Sinopse: A aventura continua enquanto Raven procura seus pais com a ajuda de Dimas, o urso. Seguindo o caminho após a Cidade das Charadas, eles agora chegam à Metódica, uma grande cidade preso sob uma maldição terrível! (Ou não.)











Gata GarotaTítulo: Gata Garota (Volume #1)
Autor: Fefê Torquato
Comprar
Sinopse: Gigi é uma garota que passa metade do seu tempo dormindo, a outra metade comendo e o dia inteiro entediada. Por que alguém se interessaria pela sua vida? Porque Gigi é metade gato. Ela descende de uma família de gatos-gente, únicos de sua espécie, até onde se sabe… Criaturas fascinantes, que sabem o poder que exercem sobre os humanos e, por isso, dominam o mundo com seu pelo macio, olhar penetrante de desdém e eventual pose controversa. Neste volume, Gigi enfrenta problemas cotidianos, como roubar assentos alheios, torturar insetos por horas, conviver com a líder da família, Fefê – que pode ou não estar enlouquecendo – e com o ciúme de seu namorado, Danilo, que desconfia não ser o único. Pare o que estiver fazendo e leia esta série. Tem gatos.





Título: Restos Desumanos
Autor: Pierre Lemaitre
Comprar
Sinopse: Alain Delambre é um homem de 57 anos completamente desgastado e ressentido pelos quatro anos de desemprego que vem amargando. Ex-diretor de RH, ele encontra apenas subempregos, o que o desmoraliza cada vez mais. Quando um empregador finalmente resolve considerar sua candidatura para um cargo em uma grande empresa e na área em que é especialista, Alain Delambre se vê disposto a qualquer coisa – a pedir um empréstimo emergencial ao genro que detesta, a se desqualificar aos olhos de sua esposa e de suas filhas e até mesmo a participar do teste final de recrutamento: a simulação de uma tomada de reféns. Neste alucinante jogo em busca da cobiçada posição e do resgate de sua dignidade, Delambre percorre caminhos inesperados, que poderão levá-lo longe demais…




Dar nome ao novoTítulo: Dar Nome ao Novo
Autor: Eduardo França Paiva
Comprar
Sinopse:
 Qual é a relevância para os dias atuais do estudo de antigos conceitos, categorias e termos relativos às mestiçagens biológicas e culturais associadas à escravidão? As respostas a essa pergunta são apresentadas ao longo deste livro, direta e indiretamente. O passado mestiço e escravista ibero-americano, entre o fim do século XV e o início do século XIX, é estudado a partir das formas como foi nomeado, compreendido, explicado e organizado pelos agentes históricos que o constituíram e de um grande conjunto de documentos que eles produziram e legaram ao futuro. Grandes categorias sociais, como “qualidade”, “condição”, “cor”, “nação”, “raça” e “casta”, assim como as designações “índio”, “branco”, “negro”, “preto”, “crioulo”, “mestiço”, “mameluco”, “caboclo”, “mulato”, “pardo”, “zambo”, “cabra”, entre outras, são analisadas a partir dos significados a elas atribuídos no passado. Surge daí uma história americana conectada, pensada em perspectiva comparada, que expõe matrizes do que somos e de como nos identificamos hoje, indicando, também, alterações e rupturas importantes ocorridas, sobretudo, na segunda metade do século XIX e início do século XX, que muito nos diferenciam de nossos antepassados.



O diário de DráculaTítulo: O Diário de Drácula
Autor: Marin Mincu
Comprar
Sinopse:
O príncipe Vlad III da Valáquia, o empalador, herdara de seu pai, Vlad II o apelido dracul, que significa “o diabo”, em romeno. Não à toa. Drácula foi um personagem histórico, guerreiro na luta contra o Império Otomano e a expansão islâmica na Europa. Mas sua crueldade e seu sadismo o caracterizaram como dracul, pelo modo como matava seus inimigos e os empalava, e inspirou Bram Stoker em sua obra mais célebre. Baseada na vida de Vlad III, esta obra não se vale nem da lendária crueldade do príncipe nem do gosto gótico ou das histórias de vampiros comuns na literatura atual. Mincu ressuscita o personagem histórico, o guerreiro que o papa Pio II apoiou e admirou na esperança de torná-lo o principal comandante da luta contra os turcos e contra o islamismo. De maneira original, este romance é apresentado em primeira pessoa pelo próprio Drácula durante sua prisão no castelo de Visegrád, um homem consciente da própria lenda negra, a par dos documentos históricos que essa lenda alimentou. Isso só é possível porque o Drácula de Mincu é, como foi o príncipe Vlad, um homem culto, poliglota, um humanista levado a agir por um destino mais sofrido do que desejado.


E aí, gente, curtiram os lançamentos? Eu já escolhi os meus!

Beijos 

[RESENHA] Os Mistérios de Warthia (A Profecia de Mídria) - Denise Flaibam

Hey, pessoas!

Como quem acompanha o blog já sabe, a parceria com a Denise foi feita há algum tempo, mas os Correios acabaram atrasando pra me entregar o livro (droga!); porém, ele chegou, eu li e hoje vim contar para vocês o que eu achei dessa história fantástica e viciante!

A Profecia de MídriaTÍTULO: Os Mistérios de Warthia (As Profecias de Mídria) - Livro I
AUTOR: Denise Flaibam
EDITORA: Novo Século
NÚMERO DE PÁGINAS: 392 páginas
SINOPSE: SERAFINE DELAY ERA UMA GAROTA COMUM... À sua maneira. Sua vida na sossegada Vila do Sol muda bruscamente numa noite, quando sua décima oitava primavera era festejada. Um ataque acaba forçando-a a fugir desesperadamente de monstros sanguinários e imbatíveis. Por algum motivo para lá de insano, tais criaturas queriam sequestrá-la! E enquanto mergulha de cabeça no universo mágico de Warthia e começa a entender a ligação de suas marcas com a história daquele mundo, Serafine descobre-se numa surpreendente situação: seu destino está traçado. Uma antiga profecia clama por seu espírito, e uma difícil jornada deve começar. Na companhia de um belo e rude espadachim, uma simpática garota de orelhas pontudas e um felpudo guerreiro belicoso, Serafine deve ingressar numa viagem de perigos desconhecidos, que se inicia no Norte daquele vasto continente, treinando para derrotar àquela que vem das Trevas para tudo devastar. Os Mistérios de Warthia devem ser desvendados, e Serafine é a única capaz de fazê-lo.


"Desvende os mistérios e enfrente as consequências!"

Eu não sei mesmo como começar essa resenha. Conheci o livro Os Mistérios de Warthia através de indicação da autora parceira Mari Scotti, e logo que a Denise abriu vaga para blogs parceiros, não pensei duas vezes antes de me candidatar, afinal, a sinopse já havia me chamado atenção. Qual não foi minha surpresa ao ser aceita na parceria, e então eu fiquei mais ansiosa ainda pela leitura. Confesso que esperava que o livro fosse bom. Mas nunca podia imaginar que me surpreenderia do jeito que conseguiu.

Antes de mais nada, eu preciso parabenizar a autora pelo universo fantástico que ela criou. A Denise é fã de literatura, como diz a descrição dela no livro, e eu posso afirmar que ela também é uma ótima escritora. Warthia é um país, dividido em quatro reinos, correspondentes ao norte, sul, leste e oeste. A capacidade de imaginação da Denise é digna de Tolkien. Digo isso porque, depois de ler O Senhor dos Anéis, o universo onde Serafine vive foi o que mais me encantou no mundo literário. E eu não poderia deixar esse detalhe fundamental passar em branco.

Existem vários pontos positivos que eu preciso destacar, e decidi começar com as primorosas descrições da autora, que, a meu ver, principalmente na literatura fantástica, é um elemento importante e que faz toda a diferença. E a Denise arrasou nesse sentido: a forma como ela caracteriza o ambiente de Warthia tem o poder de te transportar pra dentro da história, como se tu pudesse realmente sentir cada sensação descrita nas palavras. Das brumas do sul às florestas do norte, eu me encantei por cada pedacinho, o cenário foi rigorosamente fixado, e é praticamente palpável para nós, leitores. Conhecemos o universo junto com os personagens, e eu achei isso uma sacada genial da autora.

Por falar em personagens, eles foram extremamente bem construídos. Suas personalidades são distintas entre si, mas muito bem definidas e fortes. A caracterização física de todos eles é incrível, como se Denise fizesse seus personagens saltarem do papel diretamente para a nossa frente. A imaginação do leitor voa junto com cada detalhe que a autora nos dá, e ao final do livro já nos sentimentos íntimos de cada pessoa que conhecemos durante a narrativa. Pessoas, sim, porque pra mim eles foram concretos demais. Me apaixonei por cada um, mas preciso dizer que o Atyubru Gillian ganhou definitivamente meu coração, pela sua coragem, bravura e lealdade sem limites.

Ainda com relação aos personagens, eu gostei muito de um aspecto que a autora soube trabalhar magistralmente: a quantidade deles. Durante todo o livro, somos apresentados aos mesmos personagens, o que possibilita uma aproximação e identificação com cada um deles, e um aprofundamento do caráter e temperamento destes protagonistas. Achei esse limite que Denise colocou fundamental e indispensável para o bom andamento da leitura, porque, ao invés de nos confundir com tantas idas e vindas de personagens durante a narrativa, como já vi em vários livros, Os Mistérios de Warthia faz exatamente o contrário: ele faz a gente se afeiçoar e se apegar a cada um dos que nos são apresentados, nos faz compreendê-los e querer conhecê-los a fundo. Esse foi um dos pontos que eu mais gostei no livro.

O que mais me surpreendeu no decorrer da leitura foi o modo com a autora misturou várias criaturas fantásticas, e fez tudo parecer tão natural. Elfos, ondinas, os fofos Atyubrus, feiticeiras e lobisomens são inseridos na trama, e eles estão realmente ajustados ali, como se fossem feitos para aqueles papéis. Apesar de cada um cumprir uma função dentro da história, todos eles se conectam de alguma forma e acabam se encaixando em algum momento para o fechamento primoroso da narrativa. Isso me encantou e me prendeu de uma forma indescritível a cada página, e eu só consegui largar o livro depois de terminá-lo. Mesmo assim, sinto falta de cada uma das criaturas que conheci, e prevejo que ainda vou sentir um vazio por um bom tempo.

Existe um aspecto que a Denise soube desenvolver bem demais (sim, mais um): o relacionamento entre Serafine e Jareck. A atração entre os dois é visível, e perdura durante toda a história, mas em nenhum momento a autora perdeu o foco central na trama para se deter ao romance. Muito pelo contrário, a afeição dos dois se desenrola aos poucos, e é muito gostoso acompanhar o desabrochar desse sentimento tão puro e verdadeiro. Confesso que eu senti falta de um beijinho, e olha que pra eu dizer isso eu preciso definitivamente amar o casal. E eu já amo Serafine e Jareck. A autora está de parabéns por saber entrar num meio termo, e fazer com que o romance fizesse parte da trama e não o contrário.

Um último aspecto que eu preciso destacar é o desenrolar emocionante que a autora deu à sua história. Todas as cenas são impregnadas de aventura e ação, do início ao fim, e eu adorei isso. É incrível acompanhar todas as reviravoltas da narrativa, e as cenas de confronto são impecáveis. Eu me senti dentro de Tolkien, mais uma vez. Denise, sério, foi demais!

A diagramação do livro está linda! A capa tem um tom de verde escuro que me agrada muito, e a fênix, elemento tão importante na história, está em destaque e em relevo. Os capítulos são separados, e a página do título de cada um deles tem um detalhe também muito ligado à narrativa: um tipo de desenho representando um sol. A letra tem o tamanho ideal para leitura, e eu não encontrei erros de revisão. A editora foi muito feliz na publicação.

Prometi para mim mesma não me alongar demais na resenha, mas foi impossível me controlar. Eu só espero que tenha conseguido passar toda a minha admiração pelo trabalho da autora, e a minha surpresa ao me ver completamente embriagada pela história, tragada pelo universo de Warthia. Recomendo a leitura de olhos fechados, mesmo a aqueles que não curtem a literatura fantástica tanto assim. Os Mistérios de Warthia é muito mais do que ficção: é uma linda lição sobre coragem, força de vontade e amizade. Depois de terminar a leitura, só tenho um pedido a fazer a Denise: lança logo o segundo livro, Dê! rs

Esperando desesperadamente que vocês compartilhem das minhas impressões sobre o livro, termino a resenha por aqui. Aguardo os comentários, hein?

A Denise, eu só tenho a agradecer por ter me apresentado esse mundo mágico e cheio de segredos que eu fiquei morrendo de vontade de desvendar. Assim como Serafine, não vejo a hora de conhecer cada cantinho dos quatro reinos de Warthia, e me embrenhar nessa luta fantástica entre seres poderosos e sobrenaturais. Denise, o livro é incrível e a sua imaginação é ainda mais! Obrigada por me deixar fazer parte desse sonho 

Até a próxima postagem, gente!

Beijos 

[PRIMEIRAS IMPRESSÕES] A Playlist de Haiden

Hey, pessoas!

Essa semana eu recebi na minha casa mais um mimo da Editora Novo Conceito. Dessa vez, a editora enviou os oito primeiros capítulos do seu mais novo lançamento, A Playlist de Hayden, de Michelle Falkoff. Eu já li o exemplar, e agora vim contar para vocês quais foram as minhas primeiras impressões sobre essa história misteriosa sobre amizade, perda e superação.


Sam é um geek muito bem resolvido, que não tem vergonha dos seus gostos, mesmo que isso o afaste de qualquer tipo de convivência social com seus colegas de escola. E a situação do círculo de amigos do garoto só não é pior porque ele tem Hayden, um melhor amigo que compartilha de seus gostos pelos games, filmes e músicas. Infelizmente, as coisas não ficaram mais fáceis com essa amizade. O irmão de Hayden, Ryan, e seus amigos brutamontes não cansam de atazanar os meninos, principalmente Hayden, que sofre bullyng inclusive do próprio irmão. Os episódios se repetem, e Hayden está cada vez mais retraído, porém, Sam nunca imaginaria que ele tomaria a decisão de abandoná-lo. E agora que isso aconteceu, o garoto está completamente perdido. Sem amigos e qualquer pessoa com quem desabafar, Sam se vê sozinho, apenas com uma única lembrança de seu amigo: uma playlist em um pen drive, com um bilhete que dizia que Sam entenderia tudo assim que ouvisse a lista de músicas. E para piorar, mistérios envolvendo o jogo preferido dos garotos acabam aparecendo na vida de Sam, e ele não tem ninguém com quem contar. Exceto Astrid, mas ela está longe de ser uma amiga como Hayden, ainda. E agora, o que Sam fará sozinho e totalmente desnorteado? Será que a playlist de Hayden algum dia fará sentido para ele? Conseguirá Sam perdoar o amigo, e perdoar a si mesmo por não ter podido ajudá-lo?

Eu resolvi que não vou falar muito do livro, porque todas as cenas nele se desenrolam muito rápido, e qualquer coisa que eu dissesse estragaria a surpresa. O que eu posso dizer é que o livro é uma linda lição de amizade, perda e superação. 

É impossível não se surpreender com todas as reviravoltas que a autora dá a sua história. Com uma escrita eloquente e envolvente, Michelle vai nos colocando a par dos fatos e da rotina dos garotos, através de reflexões do próprio Sam, narrador do livro. Tu se pega completamente preso à trama, eu li os oito primeiros capítulos em menos de uma hora, não consegui largar antes de chegar à última linha. E agora não vejo a hora de ter o restante da narrativa em minhas mãos, porque as dúvidas apareceram, e Michelle conseguiu me deixar na expectativa pelo desfecho da história.

Sam é um personagem com o qual eu me identifiquei logo de cara, não só pelos gostos por games, músicas e filmes, mas também pela convivência social que ele possui e por seu temperamento um tanto confuso, mas fielmente leal ao amigo. Gostei do protagonista, e confesso que adoraria ter conhecido Hayden mais a fundo, mas entendo a pequena participação efetiva dele na história, afinal, é isso que dá o motivo para toda a narrativa se desenvolver. Astrid é uma incógnita pra mim ainda, nesses oito capítulos não posso dizer que fiquei apaixonada por ela, mas também não consegui compreender suas intenções por completo. Prefiro adiar meu julgamento por enquanto.

A diagramação do livro é linda, e eu adorei o fato de a autora colocar as músicas como focos centrais em sua história. Cada capítulo abre com uma faixa diferente, e ela tem relação direta com as lembranças ou os fatos que vamos conhecer dentro daquele trecho da narração. E eu preciso dizer que a autora tem um ótimo gosto musical, gente rs

Eu simplesmente fiquei apaixonada e obcecada pela capa do livro. Além de ser da cor azul, uma das minhas preferidas, todos os elementos nela contidos se encaixam perfeitamente ao conteúdo do livro. A editora, como sempre, foi muito feliz na elaboração da arte e da diagramação.

Mais uma vez, achei atencioso demais por parte da Novo Conceito mandar a prévia do livro, mesmo que o blog não seja (ainda!) parceiro da editora. Isso só me faz admirar ainda mais o trabalho e a competência de todos os envolvidos nas publicações. 

Realmente não tenho como expressar tudo que eu senti nesses poucos capítulos do livro, mas posso garantir que a história será ao mesmo tempo comovente, e misteriosa, o que só me atrai ainda mais para o livro.

É isso, galera, espero que tenham curtido, e eu recomendo que vocês corram para adquirir o livro assim que houver o lançamento, que ocorrerá no dia 6 de abril. A narrativa é linda, a trama é instigante, e os personagens são apaixonantes. Impossível parar de ler!

Beijos 

[TAG] Livros e Blá, Blá, Blá

Hey, pessoas!

As tag's andam meio sumidas daqui, simplesmente porque eu não ando mais tão ativa na blogosfera, culpa da minha internet, sempre tão querida! Mas eu recebi indicação da linda Anya, blog Entre Um Livro e Outro, para responder a esta, então aqui vamos nós.

A tag se chama Livros e Blá, Blá, Blá e segue basicamente o mesmo esquema de perguntas e respostas de outras que eu já trouxe, relacionadas ao mundo literário. Conheçam as minhas escolhas aqui embaixo!

1. Você já leu algum livro que mudou sua maneira de ver o mundo?

Gente, quem nunca? Eu posso pensar em vários livros que se encaixam nessa pergunta, mas como preciso escolher apenas um, esse seria O Pequeno Príncipe. Acredito que não preciso dar muitas explicações sobre ele: o livro é excepcionalmente incrível! Não há possibilidade de terminar a leitura do livro sem ele ter mexido nem um pouco contigo. As reflexões a que a obra te conduz mudam o teu jeito de perceber o mundo, a vida e as relações humanas.

2. Você gostaria que seus diários (ou suas memórias – para quem nunca escreveu um diário) fossem transcritos em um livro e publicados?

Esse sempre foi um medo muito crescente na minha vida, porque eu sou e sempre fui completamente sincera nos meus diários (sim, eu tenho vários!). E não, eu jamais poderia pensar em transformá-los em livros, até porque a minha vida não tem nada de tão interessante assim rs

3. Qual é o seu maior medo no universo literário?

Sem dúvidas o meu medo nesse ambiente literário é nunca conseguir publicar o meu tão sonhado livro. Eu preciso fazer isso algum dia!

4. Qual livro você leu e gostaria de ler novamente?

Confesso que eu não costumo reler um livro a não ser que ele me chame muito a atenção. Mas eu já reli alguns, como Capitães da Areia, do Jorge Amado, ou Dom Casmurro, de Machado de Assis. Confesso que sou apaixonada pelos clássicos nacionais!

5. Você considera algum livro da sua coleção como um troféu? (Foi difícil de conseguir ou foi uma conquista, um presente de alguém muito querido… etc.).

Acho que cada livro que chega na minha casa é encarado como uma conquista. Todos eles são especiais, acho difícil elencar um pelo qual eu tenha mais apreço. Eu amo cada página de todos eles rs

6. De qual festa ou comemoração que aconteceu nos livros que leu gostaria de ter participado?

Não sei se é exatamente uma comemoração, mas eu adoraria ter participado do episódio da transformação da Lena, no livro Dezesseis Luas. Gente, aquilo foi tão emocionante!

7. Você já sofreu algum tipo de bullying literário por causa de alguma obra que você gosta?

Eu acredito que sim, mas sempre defendi meus livros com unhas e dentes, assim como meu gosto literário. Então, provavelmente não foi um episódio traumático, porque eu não ia deixar por menos rs

8. Você já participou ou conhece algum grupo de leitura?

Minhas experiências de leitura foram sempre solitárias. Acho que mais por escolha mesmo. Já conheci alguns grupos, mas eu considero o processo de ler e imaginar bastante individual, muito pessoal, creio que ele precisar partir de ti para ti mesmo. Mas nada contra leitura coletiva, galera, só não é a minha praia, sou antissocial demais pra isso!

9. Se você tivesse que dividir sua alma em 7 livros, quais seriam?

Ai, gente, me senti Aquele Que Não se Deve Nomear, agora rs
Poxa, é muito difícil! Acho que seriam Capitães da Areia, Todo Dia, A Marca de Uma Lágrima, It, A Coisa, Senhor dos Anéis, Drácula e O Menino do Pijama Listrado. Mas eu poderia tranquilamente estender essa lista!

10. Se você tivesse o poder, qual personagem de qual livro mudaria, ressuscitaria ou faria desaparecer? ( Cuidado com o SPOILER!!!)

Poxa, tem muitos rs 
Mas sem dúvida nenhuma eu ressuscitaria o Gandalf, de O Senhor dos Anéis, porque o Tolkien nunca devia tê-lo matado no livro, essa é ainda hoje uma das minhas maiores frustrações literárias, e eu sempre entro em depressão quando lembro (apesar de ter sido apenas o corpo físico dele que padece, desculpa, gente, não resisti ao spoiler!) rs

Então é isso, galera. Espero que vocês tenham curtido a tag, não esqueçam de deixar sua opinião nos comentários, e obrigada a Anya por ter me indicado a tag, adorei as perguntas!

Beijos 

[O LV PARTICIPA] 14° Book Tour Golfinhos e Tubarões

Hey, pessoas!

Queria começar pedindo desculpas pelo meu sumiço, mas por favor, culpem a minha internet, que não queria acessar o Blogspot de jeito nenhum. Mas agora que tudo voltou ao normal, eu prometo recompensá-los pelo desaparecimento. E para começar, que tal conhecer um pouquinho do livro Golfinhos e Tubarões, primeiro Book Tour de que o LV participa?


Conheci a Tais no Facebook, e logo que li a sinopse do livro eu não pude deixar de aceitar o convite para o Book Tour. A história é incrível e eu me identifiquei muito com a trama, estou muito ansiosa para a leitura de Golfinhos e Tubarões. Mas enquanto ele não chega aqui em casa, vamos conhecer o enredo fantástico que a autora criou?

Golfinhos e TubarõesTÍTULO: Golfinhos e Tubarões (O Outro Mundo)
AUTOR: Tais Cortez
EDITORA: Chiado Editora
NÚMERO DE PÁGINAS: 419 páginas
SINOPSE: Aos cinco anos, Victoria foi adotada por Ana, presidente de uma indústria de cosméticos, e Greg, um bem-sucedido advogado. Ela não entende por que não se lembra dos verdadeiros pais e não acredita na suposta causa da morte deles. Ao completar quinze anos, estranhas mudanças começam a acontecer. Seus cabelos ruivos escurecem, ela se torna cada vez mais forte e rápida, seus sentidos ficam aguçados e alguns dos seus sonhos passam a ser premonições. Após a visita de um casal peculiar, ela é levada para um mundo desconhecido e único, onde terá que aprender a controlar suas habilidades, freqüentando aulas diferentes de tudo o que já viu. Lá ela conhece Alex. A atração entre os dois é imediata, mas ele se recusa a se aproximar de Victoria e de qualquer outro aluno. Ainda assim, o destino se encarrega de uni-los e Alex passa a protegê-la e ajudá-la. O que Victoria não sabe é que ele esconde um segredo que mudará sua vida, e que o passado pode estar mais perto do que eles imaginam...


Sobre a autora:

Foto -Tais Cortez
Nasceu em Campinas, interior de São Paulo, em 19 de novembro de 1988. Formou-se em Relações Internacionais e fez bidiplomação em Economia na FACAMP. Fascinada desde criança por histórias de romance, mistério e poderes sobrenaturais, foi natural que, propondo a si mesmas escrever o livro que gostaria de ler, esses elementos estivessem presentes em sua primeira obra, "Golfinhos e Tubarões - O Outro Mundo", lançada em agosto de 2013 pela editora Chiado e vendida pela livraria Cultura. Em dezembro desse mesmo ano, lançou seu segundo livro em E-book pela Amazon: "O último homem do mundo", uma deliciosa comédia romântica. Durante o período de 5 dias o livro esteve em promoção para ser baixado gratuitamente, alcançando a primeira posição no ranking dos 100 mais baixados grátis.



E aí, curtiram o livro? Eu posso dizer que não vejo a hora de começar logo a leitura. E aguardem, porque em breve tem mais novidade do Book Tour por aqui! Até a próxima postagem!

Beijos 

[PROMOÇÃO] Parabéns Literário

Hey, pessoas!

O Livros Viajantes tá cheio de novidades nesse mês, tudo pra tornar o blog ainda mais confortável e atrativo para vocês, queridos viajantes!


Hoje começa uma nova promoção; isso mesmo, mais livros para vocês! O blog Apenas Um Vício está de aniversário e, como sempre, os presenteados são os nossos leitores. O LV se juntou com outros blogs amigos e entrou na festa. Vem comemorar com a gente!

Hoje o Apenas um Vício completa dois anos, mas quem ganha presente são vocês. ? Junto com blogs amigos iremos sortear 30 livros para cinco ganhadores! Vão ficar de fora? Venham comemorar com a gente!



a Rafflecopter giveaway




a Rafflecopter giveaway




a Rafflecopter giveaway





a Rafflecopter giveaway




a Rafflecopter giveaway


Importante:

- O período da promoção é de 11/03 até 31/03;
- O resultado será postado até o dia  05/04;
- Cada kit terá apenas um ganhador;
- Cada blog é responsável pelo envio de seu livro, e em um prazo de 60 dias;
- Os blogs não se responsabilizam por extravios ou dados informados incorretamente;
- Os cinco ganhadores terão um prazo de 48h  para responder o e-mail com seus dados;
- É obrigatório residir em território brasileiro;

Que a sorte esteja sempre a favor de todos vocês!

[RESENHA] Sereia - Tricia Rayburn

Hey, pessoas!

Hoje é dia de resenha, e o escolhido é Sereia, de Tricia Rayburn. Venham comigo conhecer um pouco mais dessa história!

Sereia
TÍTULO: Sereia (Livro #1)
AUTOR: Tricia Rayburn
EDITORA: Verus
NÚMERO DE PÁGINAS: 306 páginas
SINOPSE: Vanessa Sands, de 17 anos, tem medo de tudo – do escuro, de altura, do mar –, mas sua destemida irmã mais velha, Justine, está sempre por perto para guiá-la a cada desafio. Até que Justine vai mergulhar num precipício uma noite, perto da casa de veraneio da família em Winter Harbor, e seu corpo sem vida aparece na praia no dia seguinte. Os pais de Vanessa tentam superar a tragédia retornando à vida cotidiana em Boston, mas ela sente que a morte da irmã não foi acidental. Depois de descobrir que Justine estava escondendo diversos segredos, Vanessa volta para Winter Harbor, esperando que Caleb, o namorado de sua irmã, possa esclarecer algumas coisas, mas o garoto está desaparecido. Logo, não é apenas Vanessa que está com medo. Winter Harbor inteira fica em alvoroço quando outro corpo aparece na praia, e o pânico se instala à medida que a pequena cidade se torna palco de uma série de acidentes fatais relacionados com a água, em que as vítimas são encontradas sorrindo horrivelmente de orelha a orelha. Vanessa e Simon, irmão mais velho de Caleb, unem forças para investigar os estranhos acontecimentos e, no caminho, a amizade de infância se transforma em algo mais. Conforme eles vão encontrando ligações entre a morte de Justine e a súbita erupção de afogamentos assustadores na cidade, Vanessa descobre um segredo que ameaça seu romance com Simon – e que vai mudar sua vida para sempre.



 Sereia é o primeiro livro da trilogia de mesmo nome, já publicada aqui no Brasil. Ganhei meu exemplar numa promoção, e confesso que achei a capa linda, mas acreditava que a história seguiria aquela mesma linha de todos os outros do mesmo assunto que já li. Leigo engano! O livro foi uma das maiores surpresas literárias que eu já tive, e é com muita alegria que venho escrever essa resenha para vocês.

Vanessa Sands é uma jovem normal, mas ela tem um medo sobrenatural de correr qualquer tipo de risco. Totalmente o oposto de sua irmã Justine, uma aventureira nata, que vive procurando por programas diferentes e inquietantes. Junto com Caleb e Simon, dois irmãos que são seus melhores amigos desde sempre, as garotas nunca deixam sua vida cair na rotina. Mas Vanessa não se sente muito à vontade com nada disso. Ela é fechada e se isola de tudo que possa lhe machucar, por mais improvável que seja. No fundo, tem ciúme da capacidade de sua irmã de se relacionar bem com todos, de atrair atenção e de toda a beleza tão característica dela. Numa dessas viagens, Justine acaba sofrendo um acidente fatal, que muda completamente a vida de toda a sua família, inclusive de Vanessa. A garota, confusa e em busca de respostas, parte mais uma vez para o local em que ela consegue sentir as maiores lembranças de Justine. O que ela não esperava era o sumiço de Caleb, garoto que sua irmã amava secretamente e quem a conhecia melhor do que ninguém. A partir desse momento, Vanessa se junta a Simon na busca desenfreada pelo garoto, e é então que ela começa a ouvir a voz de sua Justine na cabeça, alertando-a de todos os perigos que aquela situação traria. Ao mesmo tempo, Paige entra na vida de Vanessa, uma garota meiga que tem a família mais estranha que Vanessa já conheceu: a avó da menina não enxerga, e mesmo assim sabe tudo que se passa ao seu redor, e a irmã mais velha de Paige, Zara, desperta em Vanessa as piores dores de cabeça só de se aproximar dela. Tudo está estranho, e é aos poucos que as peças vão se encaixando. E Vanessa vai descobrir suas verdadeiras origens, sem nem ao menos imaginar que essa será a maior aventura de sua vida, da qual ela não vai poder fugir.

Eu comecei a leitura de Sereia sem nem ao menos ler a sinopse do livro. Tudo devido às baixas expectativas que eu nutria com relação à história, por conta de outras leituras decepcionantes no mesmo gênero. Também não conhecia a autora, nunca tinha tido contato com nenhum título seu, e isso também me deixava com um pé atrás. Qual não foi a minha surpresa ao me ver completamente envolvida na história.

A escrita da Tricia é daquele tipo que te prende do início ao fim. Logo no começo do livro conhecemos os personagens, e nada de detalhes em excesso. A ação aparece já nos primeiros capítulos, e a partir daí não dá mais pra largar a leitura. Todos os fatos vão se desenvolvendo pausadamente, naquele ritmo que você realmente consegue acompanhar tranquilamente. O ponto mais forte da narrativa é como todas as explicações e elementos que a autora junta no seu enredo fazem tanto sentido. Os mistérios vão sendo desvendados aos poucos, e eu fiquei impressionada com cada argumento que Tricia usou para sustentar sua trama, e completamente convencida por todos eles.

Vanessa é uma personagem um tanto enfadonha no início, devido a todos os receios da garota, em toda situação. Mas no decorrer da narrativa ela se mostra corajosa e leal o tempo todo, e quando ela começa a se entregar realmente à vida e à história que ela passa a reconhecer como sua, toda a trama dá uma reviravolta, e a personagem segue com ela: não é mais aquela garotinha boba e insegura, sempre à sombra da irmã, que conhecemos no início. Da metade para o fim do livro, Vanessa já está conformada com suas origens, e tudo que quer é fazer as coisas certas, sem nem se importar com as consequências ou riscos que isso pode trazer. Praticamente irreconhecível.

O romance dela com Simon acontece de maneira previsível, é verdade, mas do jeito mais lento e cuidadoso possível. A autora não perdeu o foco em seu tema central em nenhum momento, e o casal só veio para tornar tudo ainda mais emocionante. Eu adorei esse detalhe, porque só acrescentou ao enredo, e não se tornou aquela coisa melosa e até um pouco enjoativa de sempre. Todos os personagens são importantes para o desenvolvimento da narrativa, e eu me vi apegada a cada um deles, inclusive aos vilões. Depois do fim do livro, eles todos acabaram fazendo falta. O enredo foi impecável em questão de detalhes, fico até sem palavras para expressar o quanto a trama foi surpreendente e distinta de tudo que eu imaginava que seria. A autora me fez mudar totalmente todas as críticas que eu já tinha na ponta da língua.

A diagramação do livro é bem simples, e delicada ao mesmo tempo, eu gostei muito do trabalho de digitação da editora. É o primeiro contato que eu tive com ela e a primeira impressão não poderia ter sido mais positiva. A capa é linda, cheia de detalhes em prateado que combinam perfeitamente com detalhes específicos da trama. O trabalho da Verus foi realmente cuidadoso e caprichado, e é sempre gostoso pegar um livro desse jeito.

Me despeço de vocês dizendo que eu mais do que recomendo o livro: ele é praticamente uma leitura obrigatória para todos aqueles que gostam de livros inesquecíveis e cheios de encanto, que te prendem na história do início até a última linha. Tricia fez um trabalho maravilhoso com o enredo, e é impossível ficar imune a toda magia que emana das palavras da autora. Uma das melhores surpresas literárias que já tive, sem sombra de dúvidas!

Se já conhecem o livro, não esqueçam de me dizer se gostaram tanto quanto eu da história. Até a próxima postagem!

Beijos 

[PROMOÇÃO] Sorte em Dobro

Hey pessoas!

A gente aqui do Livros Viajantes sabe o quanto vocês gostam de promoções e presentes. E foi pensando exatamente nisso que nos juntamos com outros blogs amigos, e trouxemos essa mega oportunidade para os nossos tão amados leitores! Atenção para as regras, e não deixem de participar, hein?




Nós do Vida de Leitor, em parceria com outros 13 blogs, iremos sortear dois kits de 7 livros para 2 sortudos (o primeiro ganhador escolhe um kit e o segundo fica com o outro). Para participar é bem fácil, basta cumprir as entradas obrigatórias presentes no formulário abaixo e pronto, você já está participando. Contudo, caso queira mais chances de ganhar, assim que as obrigatórias forem cumpridas as entradas extras serão liberadas. ;)

A opção "tweet about the giveaway/ tweet uma mensagem" é renovada a cada 24 horas, ou seja, todo dia que você tweetar a frase e preencher essa entrada, seu nome será adicionado mais vezes.

Qualquer dúvida quanto ao uso do formulário basta entrar em contato pelos comentários ou pela aba de "Contato" no menu do blog.

Vale lembrar que as entradas que versam sobre as páginas do FACEBOOK devem ser CURTIDAS para que a entrada seja validada, e não somente visitadas, ou seja, não basta só clicar no botão de visitar fornecido pelo formulário, é necessário curtir a página acessada.


O formulário ficará aberto até dia 05/04/2015 e o sorteio será realizado na mesma semana.


Kit 1




Kit 2




a Rafflecopter giveaway



Importante

  1. O ganhador deverá responder ao e-mail que mandarmos em até 48 horas. Caso não o faça um novo sorteio será realizado.
  2. Os livros serão ENVIADOS em até 30 dias úteis, sendo que cada livro será enviado pelo blog que o disponibilizou para a promoção.
  3. O blog não se responsabiliza por danos ou extravios causados pelos Correios.
  4. Caso o ganhador forneça o endereço errado e/ou o pacote retorne, o mesmo perderá o direito ao prêmio.
  5. O ganhador deve ser residente e domiciliado em território nacional.
  6. O ganhador que descumprir alguma das regras será desclassificado.
  7. Perfis exclusivos de promoção e/ou fakes também serão desclassificados.

Aproveitem a chance, e que a sorte esteja sempre a favor de todos vocês!